06:20 24 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Militares na povoação de Madagis na zona de conflito em torno de Nagorno-Karabakh, abril de 2016

    Armênia e Azerbaijão acordam cessar-fogo

    © Sputnik /
    Mundo
    URL curta
    262
    Nos siga no

    As duas partes do conflito acordaram um cessar-fogo na linha de contato em Nagorno-Karabakh, que entrou em vigor no dia 5 do abril.

    A informação partiu do próprio Nagorno-Karabakh, depois esta foi confirmada pelo Ministério da Defesa do Azerbaijão.

    “Às 12h00 (horário local) foi ordenado ao Exército de Karabakh que parasse as hostilidades, a ordem está sendo implementada”, disse à RIA Novosti o porta-voz do Ministério da Defesa de Nagorno-Karabakh, Senor Asratyan.

    Além disso, a fonte no governo da república não reconhecida informou que foi iniciada a elaboração do acordo bilateral sobre o cessar-fogo.

    “O documento sobre o regime de cessar-fogo está sendo elaborado”, declarou o secretário de imprensa do ministro da Defesa da Armênia, Artsrun Ovannisyan.

    O representante de Karabakh na Rússia, Albert Andryan, confirmou também que o cessar-fogo foi implementado na zona de conflito.

    “Isso está relacionado com o fato de que o assunto está sendo discutido na reunião do Grupo de Minsk da OSCE para a regularização do conflito em Karabakh. Por isso, foi anunciada a trégua e Deus queira que [as ações militares] não se reiniciem de novo”, disse no rádio Govorit Moskva.

    Segundo Andryan, a trégua fixa as posições ocupadas agora pelas partes.

    “Agora os copresidentes do grupo de Minsk (OSCE) anunciarão a sua posição, esperemos que a guerra não se reinicie”, disse Andryan, acrescentando que agora o Exército azerbaijano foi afastado para as posições iniciais”.

    Baku confirmou as informações sobre o cessar-fogo, destacando que as ações militares na linha de contato foram paradas em coordenação com a parte armênia.

    A fonte no governo de Karabakh disse que já foi iniciada a elaboração do acordo de cessar-fogo, mas agora não há quaisquer detalhes.

    O conflito em Nagorno-Karabakh começou em 1988, quando a região autónoma, de maioria arménia e cristã, buscou a separação da República Socialista Soviética do Azerbaijão, de maioria muçulmana, antes de proclamar independência, após o colapso da União Soviética em 1991.

    A Armênia e Azerbaijão denunciaram em 2 de abril o agravamento na zona de conflito em Nagorno-Karabakh: o Ministério da Defesa do Azerbaijão, por sua vez, declarou que houve disparos por parte do Exército arménio, enquanto a entidade militar armênia, ao contrário, denunciou “atividades ofensivas” da parte azerbaijana. Segundo os dados da ONU, na sequência do recente agravamento do conflito, já morreram 33 pessoas e mais de 200 ficaram feridas.

    Tags:
    hostilidade, cessar-fogo, trégua, conflito, Nagorno-Karabakh, Azerbaijão, Armênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar