23:42 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    4151
    Nos siga no

    Moscou advertiu nesta terça-feira (5) o presidente turco Recep Tayyip Erdogan de que deve deixar de violar os direitos humanos.

    “Pare de violar regularmente e gravemente os direitos humanos e o direito internacional”, escreveu no seu Twitter Konstantin Dolgov, representante especial para os Direitos Humanos do Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

    Desde meados de janeiro, grupos dos refugiados sírios, incluindo mulheres e crianças, têm sido sujeitos a expulsões ilegais para a Síria pelas autoridades turcas, segundo o diretor da Anistia Internacional para a Europa e Ásia Central.

    Segundo o Grupo dos Direitos Humanos, todos os deslocamentos forçados para a Síria são ilegais de acordo com a legislação turca, europeia e o direito internacional, especialmente em vista de vários casos de expulsões pelas autoridades turcas de crianças desacompanhadas, mulheres grávidas e pessoas doentes.

    Mais:

    Rússia apresenta na ONU provas de que Turquia fornece armas ao Daesh
    Fonte: Turquia não extraditará assassino do piloto russo do SU-24
    Moscou não dará passos para normalizar relações com Turquia
    Tags:
    Anistia Internacional, Konstantin Dolgov, Recep Tayyip Erdogan, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar