11:13 13 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Lançadores múltiplos de foguetes disparam projéteis durante exercícios de artilharia em Goseong, na fronteira com a Coreia do Norte, Coreia do Sul, 4 de abril de 2016

    Coreia do Sul realiza exercícios de artilharia por receios de possível ataque do norte

    © AFP 2019 / YONHAP
    Mundo
    URL curta
    433
    Nos siga no

    Os militares da Coreia do Sul realizaram disparos de artilharia no âmbito de treinamentos na costa leste do país próximo da fronteira com o seu vizinho do norte, no meio de tensões na península coreana.

    Segundo a agência sul-coreana Yonhap, do treinamento participaram navios de guerra, cerca de 20 peças de artilharia, inclusive obuses autopropulsados e lançadores múltiplos de foguetes de 130 mm, bem como radares contra-artilharia e veículos aéreos não tripulados.

    Durante os exercícios, os militares treinaram ações em caso de provocações no mar da parte da Coreia do Norte, destacou a agência.

    “Realizando os exercícios de artilharia na região do mar do Japão, as Forças Armadas podem testar o seu nível de prontidão em caso de quaisquer ações provocatórias do inimigo”, citou a agência a declaração dos representantes do comando militar da Coreia do Sul.

    Os militares disseram também que a Coreia do Norte “pode realizar ações provocatórias imediatas de qualquer forma e a qualquer hora”.

    As relações entre as duas Coreias se agravaram novamente em 6 de janeiro quando a Coreia do Norte anunciou ter realizado o primeiro teste de uma bomba de hidrogênio. Na reunião extraordinária do Conselho de Segurança da ONU, todos os 15 membros do órgão tomaram a decisão de começar os trabalhos para uma nova resolução sobre a Coreia do Norte. O Conselho de Segurança da ONU admitiu que o país violou quatro das suas resoluções aprovadas entre 2006 e 2013 e que a situação criada ameaça a paz e a segurança internacionais.

    A Rússia também criticou as provocações de Pyongyang, mas alertou para um possível isolamento completo do país, o que, além de prejudicar ainda mais a sua população civil, poderá fechar de vez a perspectiva da resolução político-diplomática do problema nuclear da península coreana.

    Tags:
    ataque, artilharia, militares, exercícios, Coreia do Norte, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar