00:36 21 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Livro abandonado no pátio de uma escola em Tel Rifaat, nos arredores de Aleppo, Síria (foto de arquivo)

    Frente Nusra controla oposição síria perto de Aleppo

    © AP Photo / Muhammed Muheisen
    Mundo
    URL curta
    Campanha militar antiterrorista na Síria (132)
    8217

    Grupos sírios de oposição são dominados pele grupo terrorista Frente Nusra, afirmou o comandante do centro russo para reconciliação síria.

    Doze civis foram mortos e dezenas ficaram feridos desde meados de março na região síria de Aleppo, depois que militantes não envolvidos no cessar-fogo lançaram fogo de artilharia na direção da cidade, afirmou neste sábado o comandante do centro russo para reconciliação síria.

    Nas últimas duas semanas, registramos tensões mais elevadas ao redor da cidade de Aleppo. Durante esse período, 12 civis morreram em bombardeios iniciados por militantes e outras 21 pessoas ficaram feridas”, declarou o tenente-general Sergei Kuralenko.

    “Em distritos ao sul e a oeste de Aleppo, a Frente Nusra controla totalmente grupos classificados anteriormente como oposição, que é algo que informamos várias vezes aos Estados Unidos”, completou Kuralenko.

    Os ataques de artilharia foram executados por combatantes do grupo Ahrar ash-Sham, fundado por militantes com ligações à al-Qaeda e à Frente Nusra. As forças de oposição sírias violaram seguidas vezes o cessar-fogo desde sexta-feira, informou o comandante.

    “Nas últimas 24 horas, uma série de violações graves aconteceram. Vários grupos armados, inclusive o que se posicionam como oposição ‘moderada’, iniciaram inúmeras tentativas de ofensivas contra forças do governo.”


    Tema:
    Campanha militar antiterrorista na Síria (132)

    Mais:

    Sírios repelem ofensiva do Daesh em Aleppo
    Síria: militantes mataram 67 civis em Aleppo desde trégua
    Tropas sírias restauram controle da rota de abastecimento entre Hama e Aleppo
    Forças sírias eliminam túnel secreto do Daesh em Aleppo
    Tags:
    artilharia, civis, oposição, mortes, terrorismo, Frente Nusra, Sergei Kuralenko, Aleppo, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar