05:37 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, fala durante evento por ocasião dos 70 anos de relações diplomáticas entre a Rússia e as nações da América Latina

    América Latina se reafirma como grande parceira da Rússia

    © Sputnik/ Alexey Filippov
    Mundo
    URL curta
    21639242

    “A realização da Feira de Negócios e do Fórum Midiático Rússia-América Latina, em 28 e 29 de março, em Montevidéu, é a evidência de que a região é a grande sócia internacional da Rússia”, disse o coordenador da delegação do Governo argentino, Yamil Quispe.

    Segundo Quispe, o aumento das sanções impostas pela Rússia à União Europeia e aos Estados Unidos – em decorrência do embargo promovido por eles contra a Rússia – incrementou o intercâmbio comercial entre latinos e russos. Hoje, 83% das importações russas de produtos agrícolas vêm da América Latina e do Caribe.

    “Moscou tem na América Latina os mercados para suprir as importações que realizava com essas nações (UE e EUA), negócios que chegam a US$ 9,2 bilhões. Essa posição privilegiada abre uma oportunidade única para que a América Latina, como um bloco, fortaleça sua capacidade intrínseca de adaptar-se à nova conjuntura internacional”, disse Yamil Quispe.

    O aumento das importações russas iniciou, segundo o representante argentino, um processo de regionalismo que deve ser visto como uma ferramenta para aperfeiçoar as condições de competitividade latino-americana no mercado internacional. De acordo com Quispe, as grandes reservas de recursos naturais na América Latina também oferecem oportunidades de negócios sustentáveis que devem ser consideradas.

    “Todos os assuntos comuns da região devem ser resolvidos sob uma lógica de cooperação, porque requerem uma abordagem que se faça a partir de uma ótica global e regional”, acrescentou Quispe. Ele lembrou que a participação de representantes de missões diplomáticas de 11 países latino-americanos e caribenhos em evento ocorrido em fevereiro em Moscou, para tratar de novas oportunidades de comércio, marcou uma nova tendência nas relações bilaterais entre Rússia e América Latina.

    “Apesar de a América Latina ainda ter que superar brechas consideráveis em sua integração, ela está apta a colocar-se à altura de seus competidores no processo de globalização”, acrescentou o representante argentino. Segundo Quispe, a vocação positiva para a América Latina é a legitimação de um modelo bem-sucedido de desenvolvimento agroindustrial.

    “Os países latino-americanos são os que podem garantir a segurança alimentar de países importadores como Rússia, China e Índia, entre outros.”

    Mais:

    “Caminho fértil” une Brasil e Rússia
    Rússia pode ampliar intercâmbio comercial com América Latina
    Lavrov: países da América Latina são parceiros de confiança da Rússia
    Argentina e Rússia planejam desenvolver projetos nucleares conjuntos na América Latina
    Embaixador russo em Brasília: 'Brasil é uma Rússia tropical'
    Tags:
    relações estratégicas, relações comerciais, relações exteriores, Yamil Quispe, Caribe, UE, América Latina, EUA, Argentina, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik