18:57 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Mark Rutte

    Premiê de Holanda se opõe à entrada da Ucrânia à UE

    © AFP 2019 / MARTIJN BEEKMAN / ANP
    Mundo
    URL curta
    5101

    O premiê neerlandês, Mark Rutte, pronunciou-se contra a associação da Ucrânia com a União Europeia.

    A respectiva informação foi divulgada pelo site nu.nl.

    Segundo o político neerlandês, tal desenvolvimento da situação poderia negativamente influir as relações entre a Rússia e a Ucrânia.

    “Nós achamos que a Ucrânia deve ter relações boas com a Europa e com a Rússia. Mas isso será impossível se a Ucrânia se tornasse o membro da UE”, notou.

    Rutte sublinhou que os adversários do acordo de associação entre a Ucrânia e a União Europeia declaram que a ratificação do acordo seria um passo à entrada do país na união. Mas o premiê está convencido que isso não é assim.

    Segundo o chefe do governo holandês, as relações de boa vizinhança russo-ucranianas atualmente são impossíveis em relação com os acontecimentos em Donbass e na Crimeia.

    “Um tempo será necessário. Mas na perspectiva longa isso realmente tem importância”, disse.

    Cabe mencionar que mais cedo o chanceler da Ucrânia Pavel Klimkin tinha declarado que Kiev pretendia aumentar a sua atividade na véspera do referendo na Holanda visando persuadir neerlandeses de apoiar a Ucrânia na questão de associação à UE. “Nós não podemos organizar uma campanha oficialmente, como fazem os políticos na véspera das eleições. Mas nós estamos trabalhando ativamente”, disse o ministro.

    Por sua parte, a porta-voz da pasta ucraniana, Mariana Betsa, informou que Klimkin iria viajar para a Holanda, onde ele “participará de uma série de eventos públicos, discussões públicas, para abrir caminho aos corações holandeses”.

    O referendo será realizado na Holanda em 6 de abril.

    Tags:
    referendo, Mark Rutte, Holanda, União Europeia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar