00:30 03 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 05
    Nos siga no

    A Assembleia Nacional da Venezuela aprovou nesta terça-feira (29) o projeto de lei de anistia e reconciliação que prevê a libertação de dezenas dos chamados "presos políticos", inclusive o líder da oposição Leopoldo Lopez.

    Segundo relata a AP, a adoção da lei foi uma das principais promessas da coalizão opositora na última campanha eleitoral legislativa.

    O presidente venezuelano, Nicolas Maduro, disse que vai vetar a lei.

    "Tenha certeza de que esta lei por aqui não passa, cavalheiro. Leis para proteger terroristas e criminosos, não passarão. Façam o que fizerem", alertou o mandatário, antes da votação na segunda e última leitura do projeto.

    A lei poderia tirar da prisão cerca de 78 "presos políticos". Trata-se de um grupo de líderes políticos presos, a quem o governo culpa por ter incitado violentos protestos em fevereiro de 2014 que levaram a dezenas de mortos e feridos no país.

    No entanto, até agora não está claro se a anistia entrará em vigor, pois Maduro pode enviar a lei para revisão do Supremo Tribunal venezuelano.

    Mais:

    Opinião: Inaceitável o ato de Obama que considera Venezuela ‘ameaça à segurança dos EUA’
    Venezuela retira embaixador dos EUA
    Venezuela: Oposição anuncia referendo para tirar Maduro do poder
    Golpe branco: Oposições da Venezuela informam ao Brasil sobre queda do Governo Maduro
    Tags:
    presos políticos, anistia, lei de anistia, Assembleia Nacional, Leopoldo Lopez, Nicolás Maduro, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar