03:38 28 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1309
    Nos siga no

    Usando gráficos gerados em computador, um clipe chamado “Última Chance” mostra a Coreia do Norte lançando um ataque nuclear contra a capital dos EUA. Legenda diz que se Washington tentar outro ato provocativo, Pyongyang usará armas nucleares sem hesitar.

    O vídeo, publicado no canal de YouTube do veículo norte-coreano DPRK Today, mostra a capacidade militar do país e narra a história de suas relações com os Estados Unidos. No fim do vídeo, a Coreia do Norte lança um míssil balístico que atinge Washington. Em seguida, a bandeira americana é exibida em chamas.

    Se houver outros atos provocativos dos EUA, “lançaremos um ataque nuclear preventivo sem pensar duas vezes”, dizem as legendas.

    Em janeiro, a Coreia do Norte realizou com sucesso um teste com uma bomba de hidrogênio. Um mês depois, colocou em órbita um satélite, violando resoluções do Conselho de Segurança da ONU e aumentando a tensão na Península da Coreia.

    No dia 2 de março, o Conselho de Segurança da ONU adotou as sanções mais duras impostas contra a Coreia do Norte na última década. As restrições sujeita a inspeções todo material entrando ou saindo do país e limita ou proíbe a exportação pela Coreia do Norte de carvão, ferro, ouro, titânio e minerais raros.

    Soldados de EUA, Coreia do Sul, Austrália, Dinamarca, França e Reino Unido realizaram, também em março, exercícios militares conjuntos de larga escala com a intenção de manter a prontidão de Seul.

    Mais:

    EUA e Coreia do Sul realizam exercícios navais sob ameaças de ataque norte-coreano
    Coreia do Norte pode começar ‘guerra de resposta’
    Mídia: Coreia do Norte lança míssil em direção ao mar do Japão
    ‘Lançamento de mísseis pela Coreia do Norte é uma provocação’
    Os mísseis da Coreia do Norte e a crise nuclear
    EUA reagem ao novo lançamento de míssil balístico da Coreia do Norte
    Pentágono: foram dois os mísseis balísticos lançados hoje pela Coreia do Norte
    Tags:
    tensão, provocação, ataque nuclear, ameaça, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar