02:12 05 Março 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    411
    Nos siga no

    O prazo estabelecido entre as partes para chegar a um acordo de paz se esgota nesta quarta-feira (23), mas a dificuldade de alcançar um consenso prorrogou indefinidamente o fim da negociação.

    O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, afirmou que é melhor postergar a assinatura do acordo do que alcançar uma negociação fraca.  

    “Depois de tanto tempo, depois de tanto esforço, se as negociações de paz não chegarem ao fim dia 23 de março pois que se marque outra data: não quero oferecer ao povo colombiano um acordo fraco só para cumprir prazos”, disse Santos, durante a semana. 

    O Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos na Colômbia, por sua vez, em relatório divulgando na última terça-feira, fez um alerta para o perigo de um aumento da violência se o governo colombiano e as FARC chegarem finalmente a um acordo. 

    "É possível prever que o fim das hostilidades e da desmobilização da guerrilha poderia criar um vazio de poder e disputas sobre o controle de rendimentos ilícitos (lucros do tráfico de drogas, extorsão, tráfico, prostituição, mineração, captura recursos estatais, entre outros)", diz 

    A agência disse que um dos desafios do pós-conflito será o desmantelamento de grupos armados que ainda controlam a terra apropriada por meio da violência. 

    Os delegados da negociação de paz das FARC se reuniram com o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, em Havana, na última terça-feira (23). O grupo guerrilheiro agradeceu o chefe da diplomacia norte-americana pelo respaldo nas negociações de paz entre o Governo colombiano e as FARC.

    ​ 

    Desde novembro de 2012, o Governo da Colômbia e as FARC mantêm conversações de paz em Havana com o objectivo de conseguir um armistício para pôr um fim no conflito armado que já dura mais de meio século e custou mais de 220.000 vidas, de acordo com dados oficiais.

    Mais:

    Colômbia pode assinar acordo de paz com FARC com caneta feita de cartucho
    Especialista: ‘Nada mais impede acordo de paz entre Colômbia e FARC’
    Presidente da Colômbia teme sabotagem na reta final do processo de paz com FARC
    FARC pedem à União Europeia para não serem mais consideradas organização terrorista
    Tags:
    negociações de paz, acordo de paz, FARC, Havana, Cuba, Colômbia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar