13:58 19 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Militar ucraniana Nadezhda Savchenko no tribunal da região de Rostov, Rússia, 22 de março de 2016

    Militar ucraniana condenada a 22 anos de colônia penal pela morte de jornalistas russos

    © Sputnik/ Sergei Pivovarov
    Mundo
    URL curta
    151188181

    Hoje (22), o tribunal da região russa de Rostov condenou a militar ucraniana Nadezhda Savchenko a 22 anos de prisão em uma colônia penal, informou a RIA Novosti.

    Savchenko foi condenada a 22 anos mas deverá ficar na colônia durante 20 anos e 4 meses porque o tribunal descontou o período que esteve no centro de detenção preventiva. Assim, Savchenko será liberada em 2036, mas conseguirá ser colocada em liberdade condicional em 2028.

    A leitura de sentença foi interrompida porque a militar ucraniana começou a cantar.

    Além disso, terá que pagar uma multa por passagem ilegal da fronteira russa.

    Segundo o seu advogado, Nadezhda Savchenko não pretende apelar da sentença e será liberada sob pressão internacional.

    O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko já declarou que está pronto para entregar dois militares russos detidos no território ucraniano em troca de Savchenko.

    Na segunda-feira (21), o tribunal da região russa de Rostov reconheceu Savchenko culpada da morte de dois jornalistas russos em Donbass e passagem ilegal da fronteira. Segundo o juiz, o motivo de crimes de Savchenko foi o ódio e hostilidade em relação aos habitantes da região de Lugansk, bem como a todas as pessoas de expressão russa.

    Tags:
    piloto, sentença, militar, tribunal, Nadezhda Savchenko, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik