02:44 19 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Visita do presidente dos EUA, Barack Obama, à Cuba.

    Obama: Cuba não representa uma ameaça para os EUA

    © REUTERS/ Carlos Barria
    Mundo
    URL curta
    423

    O presidente de Cuba, Raul Castro, recebeu hoje (21) o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, no Palácio da Revolução, em Havana.

    Durante a entrevista coletiva conjunta entre os dois líderes, o presidente norte-americano afirmou que os Estados Unidos não consideram que Cuba represente uma ameaça para a sua segurança. 

    “Nós estamos avançando para frente, sem olhar para trás. Nós não vemos Cuba como uma ameaça para os Estados Unidos", disse Obama durante a conferência de imprensa conjunta com Raúl Castro. 

    Obama informou também que “as empresas aéreas norte-americanas começarão a realizar voos comerciais diretos para Cuba este ano”. 

    Ele destacou que “durante o último fim de semana foi possível eliminar o último grande obstáculo para a restauração de rotas de cruzeiros e ferries". Segundo ele, "isso significa que, nos próximos anos, mais americanos serão capazes de visitar Cuba". 

    O encontro bilateral, que acontece no âmbito da primeira visita oficial de um presidente norte-americano ao país caribenho em quase nove décadas –, faz parte do processo de restabelecimento das relações diplomáticas entre os dois países, que durante mais de meio século viveram sem relações diplomáticas.

    Antes do encontro com Raul Castro, Obama visitou o memorial do herói nacional cubano José Martí, na Praça da Revolução, em Havana. Ele depositou uma coroa de flores junto do memorial e ouviu o hino dos Estados Unidos na praça que é conhecida pela imagem em um prédio do líder revolucionário Ernesto Che Guevara.

    Mais:

    Em visita histórica, Obama pede pra ser fotografado com monumento a Che Guevara
    Obama chega a Cuba para primeira visita presidencial americana desde 1928
    Obama não encontrará Fidel durante visita a Cuba
    Opinião: Inaceitável o ato de Obama que considera Venezuela ‘ameaça à segurança dos EUA’
    Tags:
    voos comerciais, relações diplomáticas, segurança, ameaça, Raul Castro, Barack Obama, EUA, Cuba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik