21:36 22 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Um homem indica ao fotógrafo as consequências de um ataque aéreo da coalizão saudita no Iêmen (foto de 2015)

    'Que trégua nenhuma!'

    © Sputnik / Stringer
    Mundo
    URL curta
    0 06

    O Ministério da Defesa do Iêmen não recebeu informações sobre um cessar-fogo no país.

    A Sputnik contatou a pasta para saber se foi alcançada uma trégua, anunciada pela mídia no domingo.

    "Nada mudou, os combates continuam. Não há nenhuma trégua até o momento", frisou a fonte, que preferiu ficar anônima.

    No domigo, vários jornais e emissoras da península Árabe divulgaram informações alegando que uma trégua teria sido assianda entre as forças do presidente do Iêmen, Abd Rabbo Mansour Hadi, e as forças dos rebeldes Houthis. O objetivo regime de cessar-fogo teria sido a visita do enviado especial das Nações Unidas para o Iêmen, Ismail Ould Abdel Salam.

    Mais cedo, o secretário de imprensa do movimento Ansar Allah (que representa os Houthis), Muhammed Abdel Salam, tinha dito que as suas forças esavam mantendo negociações "ativamente" com a Arábia Saudita para pôr fim à guerra nesse país.

    Há um ano, começava o conflito no Iêmen, com a fuga do presidente Hadi para a Arábia Saudita e a intervenção militar desse país (pedida por Hadi). A Arábia Saudita não era o único país a fazer hostilidades no vizinho. O Bahrein, os EAU, o Kuwait e o Qatar também manifestaram o seu desejo de explir os Houthis do país.

    Mais:

    São os EUA culpados por crimes de guerra no Iêmen?
    Príncipes sauditas se articulam contra operações militares do reino no Iêmen e na Síria
    Omã fecha fronteiras com Iêmen e deixa iemenitas isolados
    Tags:
    Iêmen
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik