09:01 19 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Ex-piloto do Exército ucraniano Nadezhda Savchenko durante a audição no tribunal na região de Rostov, Rússia, 9 de março de 2016

    Tribunal declara militar ucraniana Savchenko culpada da morte de jornalistas russos

    © REUTERS/ Stringer
    Mundo
    URL curta
    10212

    O tribunal da região de Rostov reconheceu nesta segunda-feira (21), Nadezhda Savchenko, militar ucraniana, culpada da morte de dois jornalistas russos em Donbass e passagem ilegal da fronteira.

    O tribunal reconheceu também que Savchenko cometeu o crime motivada por ódio em relação a todas as pessoas de expressão russa.

    "O motivo dos crimes foi o ódio e hostilidade em relação ao grupo social de habitantes da região de Lugansk, bem como a todas as pessoas de expressão russa, em geral", diz-se na sentença.

    Segundo o juiz, Savchenko integrou o batalhão Aydar por sua iniciativa pessoal com o objetivo de participar das ações militares no Sudeste da Ucrânia. Posteriormente, entrou em conluio com o comandante do batalhão, Sergei Melnichuk, a fim de utilizar peças de artilharia para lançar fogo contra os civis, inclusive os que não participavam das hostilidades, visando eliminá-los.

    De acordo com o seu plano, Melnichuk forneceu o equipamento necessário à militar ucraniana e esta dirigiu fogo de artilharia contra civis, concluiu o tribunal.

    A leitura da sentença continua. Savchenko pode ser sentenciada a 25 anos de colônia penal — o prazo máximo a que uma mulher pode ser condenada na Rússia. Savchenko nega todas as acusações.

    Tags:
    militar, tribunal, Nadezhda Savchenko, Donbass, Rússia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik