01:57 26 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Agentes das Forças de Segurança do Afeganistão e os soldados norte-americanos

    O que os EUA faziam no Afeganistão se o Irã é culpado de tudo?

    © AP Photo/ Rahmat Gul
    Mundo
    URL curta
    7211

    A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, disse na sua entrevista coletiva semanal da quinta-feira (17) que as acusações dos EUA são absurdas.

    Situação em torno da crise na Síria

    Zakharova afirmou que Moscou insiste em que os curdos participem das negociações de paz na Síria porque são uma das forças principais na luta contra o terrorismo no país.

    Segundo a diplomata russa, as declarações sobre uma saída imediata de Assad são engraçadas.

    “Quanto às declarações da Arábia Saudita, outros países, forças políticas, alguém mais em relação a uma saída de Assad, uma saída imediata. Ouvimo-las já por alguns anos. Por isso eu não ia utilizar essa palavra – ‘imediata’”, disse Zakharova.

    Afirmou que as discussões sobre uma saída de qualquer líder são ilegais, mesmo de acordo com a Carta da ONU que diz que é uma intervenção nos assuntos internos do país soberano.

    Representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, durante a entrevista coletiva semanal, Moscou, Rússia, 17 de março de 2016
    © Sputnik / Vladimir Pesnya
    Representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, durante a entrevista coletiva semanal, Moscou, Rússia, 17 de março de 2016

    Acusações dos EUA em relação ao Irã

    Moscou está surpreendida com as acusações do tribunal de Nova York em relação ao envolvimento do Irã nos atentados de 11 de setembro de 2001.

    “Isso provoca uma surpresa compreensível: o que faziam os americanos no Afeganistão por 15 anos se o Irã está sendo culpado de tudo?”, afirmou Zakharova.

    A diplomata chamou as acusações de absurdo. Ou o tribunal não sabia sobre decisões do Conselho de Segurança, ou, com efeito, confundiram o Irã com o Afeganistão, enganaram-se e foram para outro país, supus Zakharova.

    Cooperação com EUA

    Segundo a representante oficial da chancelaria russa, a Rússia está prestes a uma plena cooperação com Washington em todas as áreas e não fechou nenhuns formatos de contração.

    “Estamos prestes a cooperar com os EUA em todas as áreas sobre a agenda bilateral, bem como internacional em volumes que são adequados para ambos os países e, com certeza, dos quais depende a resolução de muitos assuntos globais”, disse Zakharova.

    A Rússia não apresenta quaisquer condições para diálogo com os EUA, está prestes para alargá-lo.

    Tags:
    terrorismo, acusação, cooperação, negociações de paz, conflito, Maria Zakharova, EUA, Irã, Afeganistão, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar