09:41 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    11019
    Nos siga no

    O presidente turco, Tayyip Erdogan, criticou os países ocidentais e a Rússia pelo seu apoio ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e ao Partido da União Democrática curdo sírio (PDS), considerados por Ancara como organizações relacionadas com o terrorismo.

    "As organizações terroristas como PKK, PDS, e as Forças de Auto-Defesa curdas sírias se utilizam de uma pequena parte dos nossos parceiros curdos. As forças que alimentam esses grupos são bem diferentes. Quando nós vemos armas nas mãos dessas organizações terroristas, vemos o Ocidente e a Rússia”, disse Erdogan nesta quarta-feira (16). 

    De acordo com ele, “as organizações terroristas recebem apoio nestes mesmos países, onde são abertos seus escritórios. O mundo ocidental dá abrigo a terroristas e não leva uma luta séria contra eles".

    “Como vocês lutam contra terroristas? Como vocês realizam operações de eliminação de suas posições e locais de deslocamento? Deportam os terroristas detidos e entregam à Turquia? De onde vêm as fontes de financiamento dos terroristas? Nós sabemos disso, e mostramos provas aos nossos parceiros, mas não tem resposta”, destacou Erdogan.  

    O líder turco chegou a comparar a situação no país com a guerra pela independência, que a Turquia realizou nos anos 1919-1923. 

    O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, havia declarado, por sua vez, que Moscou considera necessário investigar as informações sobre a violação de direitos dos curdos por parte da Turquia. De acordo com ele, mesmo antes de realizar as investigações sobre o atentado em Ancara, as autoridades turcas culparam os curdos e usaram isso como justificativa para bombarderar bairros curdos na Síria.

    Mais:

    Para que propõe Erdogan construir cidade de refugiados na Síria?
    Repórteres sem Fronteiras: Erdogan ameaça liberdade de expressão e jornalistas
    Erdogan quer se tornar imperador do século XXI?
    Turco move processo contra sua mulher por ela insultar Erdogan
    Tags:
    apoio, terrorismo, Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), Recep Tayyip Erdogan, Turquia, Ocidente, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar