10:11 23 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Líder do Partido Radical Sérvio queimou as bandeiras da União Europeia e da OTAN em Belgrado, na quinta-feira (10).

    Radicais sérvios queimam bandeiras da OTAN e União Europeia em Belgrado

    © REUTERS/ Stringer
    Mundo
    URL curta
    7231

    Um grupo de radicais sérvios queimou as bandeiras da União Europeia e da OTAN em Belgrado, nesta quinta-feira (10). A informação foi divulgada pela agência de notícias TANUG.

    A ação de protesto, realizado em frente ao prédio do Tribunal Sérvio, no centro da capital, foi organizada pelo líder e fundador do Partido Radical Sérvio, Vojislav Seselj.

    O político organizou a ação de protesto por considerar que, devido à aproximação com a União Europeia e a OTAN, a Sérvia não seria mais um Estado independente.

    O mesmo Seselj está sendo julgado pelo Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia por envolvimento em crimes de guerra e crimes contra a humanidade. Sua sentença deve sair no dia 31 de março. Ele já declarou que não tem a intenção de assistir ao julgamento. 

    "Se eles chegarem até mim, terão que me levar ao aeroporto carregado", disse o político.

    Mais:

    Sérvia não irá à OTAN
    Presidente da Sérvia: Acordo com OTAN não significa mudança da política de neutralidade
    Sérvia e Croácia impõem limites aos imigrantes
    O país pode ficar tranquilo: Steven Seagal obtém cidadania da Sérvia
    Tags:
    crime de guerra, Tribunal Penal Internacional, OTAN, Vojislav Seselj, União Europeia, Sérvia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik