07:18 12 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Aviões militares norte-americanos F-18E Super Hornets no céu do Iraque, setembro de 2014

    Força Aérea dos EUA sofre com falta de pilotos

    © AFP 2018 / STAFF SGT. SHAWN NICKEL / US AIR FORCES CENTRAL COMMAND
    Mundo
    URL curta
    15157

    Os EUA precisam de mais pilotos, disse o tenente-general norte-americano James Holmes ao Senado do país, informou a Reuters na quarta-feira (9).

    Segundo disse o general, aos EUA faltam mais de 500 pilotos para caças. Os oficiais da Força Aérea norte-americana afirmaram que este número pode aumentar para 800 até 2022. A razão principal disso é a redução do número de esquadrilhas que asseguram a preparação de quatro pilotos por ano.

    Holmes afirmou que agora a Força Aérea dos EUA tem 54 esquadrilhas em comparação com os anos de 1990-1991 quando tinha mais de uma centena.

    O número reduzido de esquadrilhas leva ao fato de que se reduzem horas de voo e profissionalismo de pilotos.

    Segundo a Reuters, Holmes afirmou que no próximo ano a Força Aérea dos EUA apresentará um plano para corrigir a situação e aumentar o número de pilotos profissionais.

    De acordo com a pesquisa realizada pela instituição sem fins lucrativos norte-americana RAND Corporation, o problema surgiu porque há uma diferença entre as requisições para pilotos militares e as capacidades da Força Aérea norte-americana de treiná-los.

    Tags:
    falta, pilotos, aviação, Força Aérea, Senado, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik