06:13 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Aedes Aegypti

    OMS: Vacina contra vírus Zika pode chegar tarde demais

    © REUTERS / Paulo Whitaker
    Mundo
    URL curta
    Zika Vírus: Alerta global (77)
    512
    Nos siga no

    A diretora-geral-adjunta da Organização Mundial da Saúde (OMS), Marie-Paule Kieny, alertou nesta quarta-feira (9) que uma vacina contra o vírus Zika pode chegar "tarde demais" para ter um impacto real na atual epidemia na América Latina.

    Ela participou de uma reunião de dois dias sobre a pesquisa relacionada ao vírus da Zika. De acordo com ela, a vacina é um "imperativo", especialmente para mulheres grávidas e para mulheres em idade fértil.

    Segundo a diretora-geral-adjunta da OMS, "o desenvolvimento das vacinas ainda está em um estágio muito precoce e as opções mais avançadas ainda vão demorar vários meses para serem testadas em humanos". 

    "A necessidade mais premente é o desenvolvimento de instrumentos de diagnóstico e prevenção para preencher a atual lacuna na investigação e para proteger as mulheres grávidas e os seus bebês", afirmou.

    "É possível que as vacinas cheguem tarde demais para o atual surto na América Latina", acrescentou Marie-Paule Kieny. 

    No começo de fevereiro, a Organização Mundial da Saúde levantou a suspeita de que o recente aumento de casos de microcefalia em recém-nascidos no Brasil tem relação com o vírus Zika, o que fez a organização declarar emergência internacional. No entanto, a relação entre os casos de microcefalia e o vírus Zika ainda não foi comprovada cientificamente.


    Tema:
    Zika Vírus: Alerta global (77)

    Mais:

    Confirmado primeiro caso de Zika contraído em São Paulo
    Alerta: Pernilongo comum também poderia passar o zika vírus
    Especialistas em Planejamento Familiar e em Direito Penal discutem aborto em casos de zika
    Vírus zika: o que é e como lidar?
    Opinião: Zika vírus pode ser ainda mais perigoso, ‘mas não há motivo para pânico’
    Tags:
    vacina, microcefalia, zika, OMS, América Latina, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar