05:46 21 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    24211
    Nos siga no

    A instabilidade dos mercados de matérias-primas e do setor financeiro nos últimos meses, bem como os últimos dados negativos provenientes da China, mostram que a economia global está perto da falência, opinou o vice-chefe do FMI David Lipton.

    O vice-diretor-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), citado pelo Financial Times, acha que é óbvio que a economia mundial está em um estado muito grave. Segundo ele, na situação atual, altos funcionários e governantes de todos os países devem tomar medidas urgentes para combater esta instabilidade.

    As medidas que Lipton sugere visam estimular o crescimento da demanda.

    A razão dos problemas na economia mundial, de acordo com o economista, é a “diminuição brusca do volume de capital global e dos fluxos comerciais”.

    "Está na hora de apoiar a atividade econômica e colocar a economia mundial em uma base mais sólida", opina.

    Cabe lembrar que, em fevereiro, o volume das exportações e importações da China caiu significativamente: os dados das exportações foram os piores desde 2009. Além disso, em 2015 o PIB chinês registrou o valor mais baixo dos últimos 25 anos.

    Mais:

    BRICS pagam mais e ampliam seu poder de decisão no FMI
    Tags:
    opinião, economia, mundo, FMI
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar