09:36 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    0 31
    Nos siga no

    O vice-primeiro-ministro malaio Zahid Hamidi afirmou que militantes do Daesh tentaram sequestrar altos funcionários da Malásia, incluindo o chefe do governo do país, Najib Razak.

    "Em 30 de janeiro de 2015, um total de 13 pessoas com ligações ao Daesh planejava sequestrar os líderes, incluindo o primeiro-ministro, o ministro do Interior e o ministro da Defesa”, disse Hamidi intervindo na câmara baixa do Parlamento da Malásia, citado pelo jornal The Star online.

    Segundo o ministro, a polícia conseguiu impedir quatro ataques do Daesh na Malásia.

    O vice-primeiro-ministro sublinhou que no país não há grupos ligados ao Daesh, mas alguns cidadãos malaios são influenciados pela ideologia da organização terrorista e se submetem diretamente aos seus líderes, que estão na Síria e no Iraque.

    Partes consideráveis da Síria e do Iraque são atualmente controladas pelo grupo Daesh, que é ilegal em muitos países, incluindo a Rússia. Os extremistas declararam um califado nos territórios sob o seu controlo. O grupo é considerado como uma das principais ameaças à segurança global.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)

    Mais:

    Alegado membro do Daesh ameaça detonar bomba junto a ministério da Malásia
    Tags:
    sequestro, Daesh, Malásia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar