19:48 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Manifestantes em Kiev atiram ovos contra embaixada russa

    Manifestantes em Kiev atiram ovos contra embaixada russa

    © REUTERS / Gleb Garanich
    Mundo
    URL curta
    46642
    Nos siga no

    Os participantes da ação se reuniram perto da embaixada russa em Kiev para apoiar Nadezda Savchenko, que na Rússia é acusada da morte de dois jornalistas russos em Donbass. Os manifestantes estão atirando ovos contra o edifício da missão diplomática, informa a RIA Novosti no domingo (6).

    «Agora foram lançados ovos contra a embaixada russa», afirmou Oleg Grishin, porta-voz da missão diplomática da Rússia.

    Antes, a mídia ucraniana comunicou que na praça do Maidan se reuniram por volta de 100 pessoas, depois a coluna se moveu em direção à embaixada russa. 

    Enquanto isso, os policiais não intervêm e só observam a situação. 

    «Apoio completamente as ações pacíficas #FreeSavchenko. A Rússia deve parar imediatamente de matar devagar Nadezhda. Apelo ao mundo para nos apoiar nisso», escreveu o chanceler do país, Pavel Klimkin no Facebook. 

    Segundo o canal televisivo 112 Ukraine, os manifestantes pediram a liberação de Nadezhda Savchenko e a ruptura das relações diplomáticas e econômicas com a Rússia. Duas pessoas conseguiram passar por cima da cerca da embaixada, mas foram expulsas pelas forças de segurança. 

    Antes, a embaixada russa dirigiu uma nota de protesto ao Ministério das Relações Exteriores ucraniano por causa do ataque contra veículos dos diplomatas da embaixada, ocorrido na noite de 5 para 6 de março.

    A piloto Nadezhda Savchenko é acusada de efetuar, no seu avião, a correção do fogo do exército ucraniano na região de Luhansk no verão de 2014, o que resultou na morte dos jornalistas russos Igor Kornelyuk e Anton Voloshin. 

    Na quinta-feira (2), Savchenko deveria pronunciar a última palavra mas o tribunal fez uma pausa até 9 de março. Por isso os advogados e a irmã publicaram o seu pronunciamento nas redes sociais. Em particular, Savchenko faz lembrar a Pyotr Poroshenko o território que este prometeu recuperar até maio do ano passado. Também ela pediu que, depois de a sentença entrar em vigor, ela pudesse cumprir a pena na Ucrânia. Savchenko anunciou uma greve de fome.

    Mais:

    ONU acusa Kiev de atrapalhar investigação sobre violações de direitos humanos na Ucrânia
    Chefe da Comissão Europeia: Ucrânia não poderá tornar-se membro da UE e OTAN
    Tags:
    manifestação, Pavel Klimkin, Rússia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar