12:05 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Laboratório Nacional de Los Alamos, berço do programa nuclear dos EUA

    EUA: armazenamento de armas nucleares fica US$ 4 bilhões mais caro do que o estimado

    Los Alamos National Laboratory
    Mundo
    URL curta
    495

    O custo para armazenar e proteger todas armas nucleares de 2021 até 2025 será US$ 4,4 bilhões mais caro do que o estimado anteriormente, revelou um relatório do Escritório de Responsabilidade do Governo (GAO, na sigla em inglês) americano.

    A Administração Nacional de Segurança Nuclear (NNSA, na sigla em inglês) declarou que o custo precisa ser abordado como parte da programação do ano fiscal de 2017, segundo apontou o GAO.

    “O ‘Plano de Administração do Ano Fiscal de 2016’ inclui estimativas para (o período de) 2021 até 2025 que são US$ 4,4 bilhões mais caras do que o mesmo período… para níveis de financiamento que foram incluídos em um relatório conjunto do Departamento de Defesa e do Departamento de Energia”, diz o relatório, divulgado nesta sexta-feira.

    Estimativas orçamentárias para proteger os arsenais nucleares americanos pelos próximos 25 anos aumentaram em 13,2% em relação aos valores nominais do ano fiscal de 2015, observou o relatório.

    O ano fiscal de 2016 da NNSA estima que esforços relacionados à modernização do arsenal nuclear dos EUA chegam a US$ 297,6 bilhões pelos próximos 25 anos, diz também o relatório.

    Mais:

    Kim Jong-un ordena que armas nucleares estejam prontas para uso “a qualquer momento”
    Inteligência alemã suspeita Turquia de desenvolver armas nucleares
    Índia testa com sucesso míssil balístico que porta ogivas nucleares
    Coreia do Norte não usará armas nucleares contra o Sul
    Tags:
    ano fiscal, orçamento, aumento, custo, armas nucleares, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik