19:08 18 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Major General Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia

    Defesa: Rússia não é responsável por crise migratória na UE

    © Sputnik / Aleksandr Vilf
    Mundo
    URL curta
    10281

    A Rússia não pode ser ligada à atual crise migratória na Europa, uma vez que sua campanha antiterrorista na Síria começou muito depois de a crise atingir o continente, conforme declarou o Ministério da Defesa russo nesta quarta-feira, 2.

    Na última terça-feira, em discurso no Congresso norte-americano, o Comandante da OTAN na Europa, Philip Breedlove, acusou Moscou de colocar mais lenha na fogueira da crise migratória para desestabilizar a União Europeia. 

    "A Rússia iniciou sua operação na Síria em 30 de setembro, muito depois de a crise migratória europeia ter irrompido, e, por isso, não tem nada a ver com isso", declarou o porta-voz da Defesa russa, major-general Igor Konashenkov, em conversa com jornalistas. 

    "O que é mais importante é o fato, reconhecido pela ONU, de que a operação russa resultou em uma redução substancial do número de refugiados da Síria e no início de um processo de reconciliação", destacou o militar. 

    Mais:

    Vice-premiê russo responde acusações da OTAN sobre uso de armas imprecisas na Síria
    Comandante da OTAN acusa Rússia de ‘conversas irresponsáveis’ sobre arsenal nuclear
    EUA simulam bombardeio nuclear próximo à fronteira russa
    Tags:
    refugiados, União Europeia, OTAN, ONU, Philip Breedlove, Igor Konashenkov, Moscou, Síria, Europa, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik