02:36 23 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Papa Franciso tenta pegar um lenço jogado por um fiel na Praça São Pedro.

    Papa contra o capital: Francisco rejeita 'dinheiro sujo' de exploradores do trabalho

    © REUTERS / Tony Gentile
    Mundo
    URL curta
    8100

    Segundo declarou o Papa Francisco nesta quarta-feira (2), a Igreja Católica não aceitará doações se os contribuintes lucrarem com trabalho mal pago. O pontífice, que, no sábado (27), disse que "o dinheiro é esterco do diabo", salientou que a Igreja precisa de "corações que estejam abertos à misericórdia de Deus", e não de "dinheiro sujo".

    Francisco, conhecido por sua preocupação com os pobres e por sua dura retórica anticapitalista, fez seus comentários sobre lucros oriundos da exploração alheia durante seu discurso semanal para as multidões que se reúnem na Praça de São Pedro, no Vaticano.

    "Alguns doadores vêm à Igreja oferecendo lucros do sangue de pessoas que foram exploradas, maltratadas, escravizadas com trabalho mal remunerado", disse o Papa, acrescentando que a Igreja não aceitaria tais contribuições na medida em que "o povo de Deus não precisa do dinheiro sujo [desses doadores]".

    Mais:

    O Papa e a pílula: médico católico aprova; bispo pede prudência
    Donald Trump 'não é cristão', ataca Papa Francisco
    Tags:
    esterco do diabo, escravidão, trabalho mal remunerado, doações, dinheiro sujo, capital, Papa Francisco, Vaticano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik