00:36 25 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Posto de gasolina russo Gazpromneft

    Sputnik-Ratings publica preços da gasolina na Europa

    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    Mundo
    URL curta
    492

    O Sputnik-Ratings publica a lista dos países europeus de acordo com os respectivos preços da gasolina. No início de 2016, este combustível está custando mais caro na Holanda, Itália e Noruega. Os valores mais baixos se encontram nos países da União Aduaneira.

    Para os motoristas europeus, o ano de 2015 foi bastante favorável em termos de combustível. A queda dos preços do petróleo ocasionou uma redução nos preços dos combustíveis, que foi observada na maioria dos países. Em um ano, a gasolina caiu 3%, embora em alguns países essa redução tenha sido superior a 10%.

    A queda dos preços na Europa ocorreu devido a um declínio nos preços da matéria-prima utilizada na sua fabricação. Observa-se, no entanto, que o preço do combustível no Velho Mundo caiu bastante menos do que a matéria-prima. Em 2015, o preço do petróleo Brent caiu em média 2 vezes, em comparação com o ano de 2014.

    Na Rússia, diferentemente da maioria dos países europeus, a dinâmica dos preços da gasolina, tradicionalmente, vai na direção oposta à dos preços do petróleo. Em um ano, o custo do combustível na Federação Russa aumentou em quase 5% o que, porém, não impediu a Rússia de ocupar o segundo lugar no ranking dos países europeus.

    O Cazaquistão lidera o ranking. Lá, um litro da gasolina Podium (95 octanas) custava o equivalente de 1,5 reais no início de 2016. Entre os três primeiros, fica a República da Bielorrússia, onde um litro de combustível custa 2,30 reais. Este país é também aquele que tem o diesel mais barato da União Aduaneira. A seguir, embora com uma larga margem, estão a Ucrânia e a Polônia.

    A gasolina mais cara no início do ano é vendida na Holanda, um país forte em refino de petróleo, onde o custo da gasolina Podium, a julgar pelos dados oficiais é de 6,50 reais o litro. Entre os três primeiros estão a Itália, que, com 6,40 reais por um litro de gasolina, é um dos principais produtores de petróleo da Europa. O preço na Noruega é de 6,40 reais.

    Na maioria dos países com gasolina cara, um dos principais motivos para o atual custo dos combustíveis são os altos impostos, que constituem uma grande parte do preço. A Ucrânia lidera na Europa em termos de aumento dos preços da gasolina Podium, em meio a problemas econômicos e da desvalorização da moeda nacional. Ao mesmo tempo, se observa um relativo aumento no preço da gasolina na Suécia. Em outros países europeus, o preço caiu, sobretudo, na Polônia — 12,6%.

    Como medida de acessibilidade da gasolina, usamos o indicador do montante de combustível que um cidadão do país pode comprar com um salário médio, após dedução dos impostos e das prestações sociais. No início de 2016, quem podia comprar mais gasolina eram os cidadãos de Luxemburgo — 3 mil litros por mês. Em segundo lugar, encontra-se a Noruega — 2,8 mil litros de combustível por mês. Encerrando o trio, segue a Áustria. Os cidadãos ucranianos podem comprar apenas 147 litros de gasolina Podium (95 octanas). A Bulgária e a Romênia completam o trio dos mais atrasados. No Brasil, a gasolina no início de janeiro custava 3,70, enquanto o diesel estava em 3,00 reais o litro. Foi identificada uma variação de 21,4% na gasolina e uma variação de quase 15% no diesel.

    O rating, elaborado por especialistas de RIA Rating com base em estatísticas de países europeus, em meados de janeiro de 2016 (no Cazaquistão e na Noruega no final de dezembro de 2015), comparou os preços da gasolina com um índice de octanas de 95 (na Rússia, com um índice de octanas acima de 95). A análise de preços foi realizada através da conversão da moeda local em reais conforme taxa de câmbio no Banco Central do Brasil de 21 de janeiro de 2016.

    Tags:
    rating, preços, petróleo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik