17:11 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Porta-helicópteros Sevastopol do tipo Mistral, Saint-Nazaire, França, 16 de março de 2015

    Rússia recupera equipamento de porta-helicópteros Mistral

    © AFP 2019 / GEORGES GOBET
    Mundo
    URL curta
    20202
    Nos siga no

    A Rússia recebeu finalmente todo o equipamento produzido no país e que fora instalado em dois porta-helicópteros franceses do tipo Mistral encomendados pela Rússia ainda em 2011.

    Todo o equipamento radioeletrônico anteriormente instalado em dois porta-helicópteros do tipo Mistral foi retirado do território francês e entregue à Marinha da Rússia, disse aos jornalistas, na segunda-feira (29), um representante da Corporação Unida de Fabricação de Equipamentos (subsidiária da exportadora russa Rostec).

    “Foi todo retirado da França e entregue à Marinha russa para uso e treinamento de marinheiros”, disse o representante.

    O contrato de fornecimento de dois porta-helicópteros do tipo Mistral, no montante total de 1,2 bilhão de euros, foi assinado entre a empresa francesa DCNS/STX e a Rosoboronexport (empresa estatal russa responsável pelas compras e vendas internacionais de material bélico) em 2011. A França devia entregar o primeiro navio Vladivostok em novembro de 2014, mas, devido aos acontecimentos na Ucrânia e implementação de sanções antirrussas, isto acabou por não acontecer. No início de agosto de 2015, Moscou e Paris tomaram a decisão de romper o contrato de construção e entrega dos navios.

    A França, após a devolução do equipamento russo instalado nos Mistrais, pode administrar os navios conforme achar conveniente. Anteriormente, foi divulgado que o presidente francês François Hollande alcançou um acordo com o seu homólogo egípcio Abdel Fattah al-Sisi sobre as condições de venda dos dois Mistrais. Paris conseguiu finalmente vender os navios ao lado egípcio – o contrato foi assinado em 10 de outubro de 2015. Segundo as estimativas, o Egito deve receber os navios no verão de 2016.

    Tags:
    equipamento, porta-helicópteros, Mistral, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar