00:39 26 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Trégua russo-americana na Síria (85)
    0214
    Nos siga no

    O presidente dos EUA Barack Obama fez um apelo para que todas as partes do conflito sírio incluídas no cessar-fogo acordado entre Moscou e Washington interrompam suas ações militares, incluindo os ataques aéreos. Segundo ele, os próximos dias serão críticos para a realização do acordo de trégua.

    “Muita coisa irá depender de se o regime sírio, a Rússia e seus aliados cumprirem as suas obrigações. Os próximos dias serão de extrema importância e o mundo estará observando isso de perto” – disse Obama.

    Ele destacou, no entanto, que o cessar-fogo não será capaz de acabar imediatamente com todos os conflitos na Síria.

    “O fim das ações militares, marcado para meia-noite de amanhã, representa um passo em potencial para acabar com o caos. Nós não esperamos que, nem mesmo nas melhores condições, a violência cesse imediatamente. Nós temos a certeza de que as ações militares continuarão acontecendo, em parte, porque não apenas o Daesh, mas também organizações como a Frente al-Nusra, excluídas das negociações e inimigas dos EUA, continuarão combatendo” – explicou Obama.

    Apesar disso, o presidente norte-americano frisou que, uma vez realizado, o cessar-fogo poderá diminuir significativamente a violência na Síria, permitindo que a população do país tenha um melhor acesso a alimentos e ajuda humanitária.

    “O cessar fogo pode salvar vidas de pessoas. Potencialmente ele pode culminar em negociações da regulação política, que podem acabar com a guerra civil, para que todos possam concentrar os esforços na eliminação do Daesh” – disse Obama.

    Tema:
    Trégua russo-americana na Síria (85)
    Tags:
    Síria, EUA, Rússia, Barack Obama, Daesh, cessar-fogo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar