14:34 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Veículo aéreo não tripulado russo

    Rússia cria robôs voadores para a paz e para a guerra

    © Sputnik / Aleksei Danichev
    Mundo
    URL curta
    12303
    Nos siga no

    A União de Fabricantes de Aparelhos de Precisão (OPK, na sigla em russo), pertencente ao conglomerado Rostec – corporação estatal da Federação da Rússia que desenvolve, fabrica e exporta produtos industriais de alta tecnologia para o uso civil e militar –, anuncia a criação de um sistema robótico aéreo multifuncional.

    O projeto inclui veículos não tripulados e foi apresentado pela primeira vez durante a realização da Feira de Robótica das Forças Aéreas da Rússia, inaugurada no último dia 10, no Parque Militar-Patriótico Cultural e de Entretenimento das Forças Aéreas da Rússia (Patriot). Entre os equipamentos que integram o novo sistema, destaque para o helicóptero-robô, aeronaves de vigilância e exploradoras, além de um módulo de combate com lançador de mísseis. O objetivo é fazer com que essas máquinas realizem uma ampla gama de tarefas, além de operar de forma conjunta e automatizada.

    A tecnologia aérea robótica foi desenvolvida para o monitoramento de objetos distantes, além de gravação de vídeo e registro de fotografias, incluindo imagens térmicas. Os equipamentos não apenas permitem a transmissão de vídeo em tempo real, como também realizam o transporte de cargas para pontos específicos, como, por exemplo, o envio de suprimentos médicos. São ainda considerados ideais para destruir instalações inimigas, principalmente nos campos de batalha, já que são capazes de lançar mísseis e destruir alvos.

    “O sistema desenvolvido pelo consórcio Systemprom irá tornar possível a substituição de seres humanos por máquinas. Será capaz de realizar tarefas de reconhecimento e monitoramento, além de vigiar instalações abertas e fechadas. Poderá ainda transportar cargas, gerar materiais cartográficos e executar tarefas de combate”, explica Sergei Skokov, vice-diretor-geral da OPK.

    “Atualmente o papel do ser humano no controle de robôs está sendo minimizado, já que os drones podem operar de forma autônoma, ao mesmo tempo que executam suas funções e seguem rotas específicas. Estes equipamentos conseguem se orientar sem a necessidade de um operador, realizar tarefas de inteligência e até interagir com outras aeronaves e sistemas robóticos não tripulados”, acrescenta o executivo.

    O helicóptero-robô, por exemplo, foi projetado para realizar monitoramentos de vídeo e entrega de cargas e fornecer detalhes sobre condições meteorológicas. O alcance de voo atinge centenas de quilômetros. O equipamento de espionagem tem ainda capacidade de realizar o reconhecimento de objetos em tempo real. Em batalhas, pode coordenar o fogo de artilharias utilizando o sistema de navegação por satélite GLONASS, similar ao GPS. É capaz de detectar e destruir alvos inimigos, incluindo tanques blindados, graças aos mísseis instalados no equipamento.

    Durante a Feira de Robótica das Forças Aéreas da Rússia, o consórcio de engenharia radioeletrônica Vega (na qual a OPK faz parte) apresentou um moderno equipamento de hardware e software para controle simultâneo de veículos aéreos não tripulados e sistemas robotizados terrestres, incluindo caminhão da fabricante Kamaz, cujo modelo é o Kamaz-43116.

    O sistema permite total controle das operações por meio de cinco postos automatizados. Com a ajuda de um computador potente e com alto rendimento, é também possível manejar até 10 veículos não tripulados e vários sistemas terrestres ao mesmo tempo. O equipamento pode funcionar de forma autônoma e de maneira ininterrupta por um período de até 7 dias. O tempo de instalação de um ponto de controle móvel é de apenas 15 minutos.

    Mais:

    Empresa russa cria novo sistema de próteses biônicas
    Tags:
    helicóptero-robô, novos sistemas, vants, drone espacial, Ciência e Tecnologia, robótica, paz, guerra, OPK, Rostec, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar