02:11 18 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Escutas telefônicas

    WikiLeaks: NSA espionou Ban Ki-Moon, Berlusconi, Merkel e Sarkozy

    © Foto:
    Mundo
    URL curta
    372652

    O portal do WikiLeaks divulgou na noite desta segunda-feira (22) uma nova série de documentos secretos comprovando o fato de a Agência Nacional de Segurança (NSA) dos EUA ter monitorado ilegalmente líderes de alguns dos mais influentes países do mundo atual.

    Em nota que acompanha os materiais, o WikiLeaks informou que a NSA monitorou encontros entre o secretário-geral da ONU Ban Ki-moon e a chanceler da Alemanha Angela Merkel, entre o primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu e o então primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, bem como uma conversa entre o então presidente Nicolas Sarkozy, Merkel e Berlusconi.

    Além disso, o serviço ilegal da NSA teria monitorado e registrado conversações entre os ministros do Comércio da União Europeia e do Japão sobre o tema da Organização Mundial do Comércio.

    De acordo com o WikiLeaks, a conversa monitorada pela NSA entre Ki-moon e Merkel abordou o tema das mudanças climáticas, enquanto Netanyahu pediu ajuda a Berlusconi para fazer contato com o presidente dos EUA Barack Obama, e Sarkozy alertou Berlusconi sobre a trágica situação da economia italiana.

    O portal destaca, que alguns dos documento revelados nesta segunda-feira possuem “o mais alto grau de confidencialidade entre os documentos já publicados pela mídia”.

    Mais:

    NSA monitorou negociações entre autoridades de Israel e congressistas dos EUA
    NSA espionava toda a delegação do Irã na ONU
    NSA usou no Irã programas de grampo telefônico sem ordem judicial
    Inteligência alemã deleta listas de espionagem da NSA “por acidente”
    Tags:
    monitoramento, espionagem, WikiLeaks, Agência Nacional de Segurança (NSA), Nicolas Sarkozy, Silvio Berlusconi, Benjamin Netanyahu, Angela Merkel, Ban Ki-moon
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik