17:04 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    O filho do presidente turco, Bilal Erdogan, foto de arquivo

    Investigação do caso do filho de Erdogan poderá revelar rede criminosa

    © AFP 2017/ OZAN KOSE
    Mundo
    URL curta
    121626161

    Aykut Erdogdu, deputado do Partido Republicano do Povo (CHP) turco comentou a investigação do Ministério Público italiano sobre os negócios ilegais do filho do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

    O deputado disse que, algum tempo atrás, na Turquia havia alguns processos com provas fortes, mas que a investigação foi congelada. 

    No entanto, Aykut Erdogdu está certo de que, desta vez, a Itália estudará os fluxos financeiros em escala global.

    “O Ministério Público italiano, no âmbito da investigação, pode apelar às organizações internacionais e solicitar a ajuda de tais países, como a Suíça, a Malásia ou Áustria. Neste caso, pode ser revelada uma rede financeira”, afirmou o deputado.

    Ele deu o exemplo das investigações sobre as empresas que deram subornos na Turquia:

    “Em resultado destas investigações foi estabelecido que altos funcionários a entidades turcos recebiam grandes subornos. Entretanto, a história não recebeu continuação jurídica e foi, de fato, colocada na gaveta”, disse Aykut Erdogdu.

    Bilal Erdogan, de 34 anos de idade, mora atualmente na Itália e é acusado da tentativa de legalizar meios desviados por via ilícita.

    Mais:

    Iraque: Daesh contrabandeia todo o petróleo através da Turquia
    Tags:
    investigação, desvio, Bilal Erdogan, Recep Tayyip Erdogan, Itália, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik