09:53 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Aviões de assalto russos Su-25 no céu da Síria, base aérea de Hmeymim, Síria

    Serão os mísseis da Arábia Saudita dirigidos contra aviação russa na Síria?

    © Sputnik/ Dmitry Vinogradov
    Mundo
    URL curta
    37833369

    Parece que a Arábia Saudita está tão desesperada no seu desejo de derrubar o regime sírio que está prestes a entregar mísseis superfície-ar aos militantes islamistas sírios para atingir esse objetivo. Entretanto, a mídia alemã pensa que a aviação russa será o alvo principal.

    A Arábia Saudita anunciou que está prestes a fornecer mísseis superfície-ar aos rebeldes sírios para “mudar o equilíbrio de poder no terreno” e “ajudar a ‘oposição moderada’ a neutralizar helicópteros e aviões”, disse o ministro das Relações Exteriores saudita, Adel al-Jubeir, em entrevista à revista alemã Der Spiegel.

    Ministro de Relações Exteriores da Arábia Saudita, Adel al-Jubeir
    © Sputnik/ Kirill Kallinikov
    A mídia alemã, entretanto, supõe que estas armas poderão ser usadas contra a Rússia, tendo em conta o fato de que são principalmente os aviões russos que operam na Síria.

    Entretanto, outro jornal alemão, o Deutsche Wirtschafts Nachrichten, escreve que a referência do ministro à “oposição moderada” é um eufemismo, porque os grupos armados no terreno são dirigidos pelas potências regionais e globais e cooperam com organizações terroristas como a Frente al-Nusra.

    Estes grupos militares são apoiados pelos EUA e Arábia Saudita na sua luta contra o presidente sírio Bashar Assad. Por isso, os mísseis sauditas serão usados contra o governo de Assad e contra os aviões russos, que desempenham o papel muito ativo no apoio aéreo no país.

    Ao mesmo tempo, o diplomata saudita afirmou que o objetivo do seu país na Síria é derrubar Assad e que “a Rússia não irá salvá-lo”.

    “No longo prazo será uma Síria sem Bashar Assad”, disse ele ao Der Spiegel. “Quanto mais tempo passa, pior ficará”.

    Pilotos sauditas a bordo de caça integrante da coalizão liderada pelos EUA contra o Daesh (foto de arquivo)
    © AP Photo/ Saudi Press Agency
    “Avisámos quando a crise se iniciou em 2011 que, se não fosse resolvida de forma rápida, o país seria destruído. Infelizmente, os nossos avisos concretizam-se”, acrescentou.

    Al-Jubeir confirmou também que Riad está pronta para invadir a Síria usando tropas terrestres se a coalizão liderada pelos EUA não for contra isso.

    Segundo o ministro saudita, tornou-se óbvio que a operação aérea não exclui a hipótese de um elemento terrestre. Se a coalizão dos EUA contra o Daesh estiver prestes a iniciar operações terrestres, a Arábia Saudita estará pronta para participar usando as suas forças especiais, afirmou.

    Tags:
    aviões, aviação, crise, conflito, Síria, Rússia, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik