15:39 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Foto de arquivo de um jogo de futebolManifestação a favor de integração europeia em Kiev, Ucrânia

    Empresa da Holanda vai produzir papel higiênico ‘antiucraniano’

    © AP Photo/ Butch Dill © Sputnik/ Pyotr Zadorozhny
    1 / 2
    Mundo
    URL curta
    12513381

    Quase 50 milhares de euros dos contribuintes neerlandeses serão alocados para uma empresa privada que planeja produzir um papel higiênico muito especial.

    O novo artigo de higiene inclui inscrições contra a ratificação do acordo de associação entre a Ucrânia e a União Europeia.

    A empresa Raspoetin BV recebeu 47.973 euros para “produção, transporte e divulgação de papel higiênico com argumentos contra a associação da Ucrânia com a UE e sobre as possíveis consequências desse passo.” 

    O site da empresa informa que a divulgação deste tipo de artigos de propaganda será realizada por estudantes.

    Segundo o diretor da empresa, Ruben Marsman, ele desfruta da possibilidade de fazer a sua voz ser ouvida. O empresário pretende atingir este objetivo distribuindo cerca de 100 milhares de rolos de papel higiênico.

    “Geralmente você tem a possibilidade de votar uma vez de quatro em quarto anos e agora nós temos a possibilidade de expressar a nossa opinião mais frequentemente. O que acontece na Holanda é bastante único”, disse.

    Tudo isso faz parte de uma série de campanhas de propaganda que estão sendo realizadas na Holanda contra a associação da Ucrânia à União Europeia.

    Cabe mencionar que a Holanda ratificou em 7 de julho de 2015 o acordo de associação entre a Ucrânia e a UE, assinado pelos líderes europeus em 2014. Mas o processo de ratificação do acordo foi suspenso porque, em 1 de julho de 2015, foi adotada uma nova lei com ação retroativa que permite aos cidadãos exigir a realização de referendos sobre decisões tomadas pelo governo, informou a BBC.

    ​Os iniciadores do referendo sobre a questão ucraniana têm receio de que o documento sobre a associação possa conduzir à adesão da Ucrânia à UE. A votação está marcada para 6 de abril e, até esta data, as organizações e pessoas individuais têm o direito de realizar campanhas de propaganda.

    Estas campanhas podem mesmo ser patrocinadas por via de uma comissão especial do referendo que tem à disposição 2 bilhões de euro.

    Em 7 de fevereiro foi divulgado que, caso os cidadãos da Holanda votem “contra” no referendo, Amsterdã pode se pronunciar contra o acordo de associação da Ucrânia com a União Europeia.

    Mais:

    Grupo holandês quer cancelar euroassociação da Ucrânia
    Tags:
    referendo, União Europeia, Ucrânia, Holanda
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik