13:16 18 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Ashton Carter, secretário de Defesa dos EUA.

    Pentágono convoca monarquias do Golfo para guerra na Síria

    © AFP 2018/ Kazuhiro Nogi
    Mundo
    URL curta
    67776

    Os Estados Unidos esperam que os Estados do Golfo Pérsico contribuam mais e intensifiquem a campanha militar contra o Daesh, declarou o secretário de Defesa dos EUA, Ashton Carter, nesta quinta-feira.

    "A Arábia Saudita e seus parceiros regionais têm uma função clara nessa luta, e eu espero que os seus vizinhos no Golfo intensifiquem a sua campanha contra o Daesh nos próximos dias". 

    De acordo com o secretário norte-americano, vários membros da coalizão internacional antiterrorista já expressaram o desejo de contribuir mais para a campanha militar, com destaque para os países do Golfo. 

    Recentemente, Arábia Saudita e outros países da região disseram estar prontos para enviar tropas à Síria desde que a ação seja liderada pelos Estados Unidos. Segundo o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Mark Toner, Washington está discutindo diretamente com Riad a melhor forma de realizar uma operação terrestre na Síria.

    Mais:

    Lavrov e Kerry discutiram cessar-fogo na Síria em Conferência de Munique
    OTAN adere oficialmente à operação da coalizão liderada pelos EUA na Síria
    Rússia entregou dados de inteligência sobre terroristas na Síria, Ocidente recusou
    Pentágono não consegue provar alegada presença de tropas russas na Síria
    Arábia Saudita declara que forças terrestres estão prontas para invadir a Síria
    ‘Parece que Turquia e Arábia Saudita já intervieram na Síria’
    Tags:
    Daesh, Pentágono, Ashton Carter, Golfo Pérsico, Arábia Saudita, Síria, EUA, Washington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik