03:40 20 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Logo do McDonald's

    EUA criticam UE por investigar violações fiscais de empresas americanas

    © Sputnik / Vladimir Pesnya
    Mundo
    URL curta
    12160

    O secretário do Tesouro norte-americano, Jack Lew, criticou a multiplicação de investigações da União Europeia sobre práticas fiscais de grandes empresas dos Estados Unidos, afirmando que isso faz parte de uma ampla interpretação das regras europeias que pode se tornar preocupante.

    "Se nós reconhecemos que o auxílio estatal é um conceito de longa data, o fato de realizar investigações civis, principalmente contra empresas americanas, sob essa nova interpretação, cria precedentes preocupantes em termos de política fiscal internacional", se queixou o secretário do Tesouro dos EUA em carta enviada ao presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e à chefe da comissão antitruste da UE, Margrethe Vestager, segundo a agência Reuters. 

    "Nós pedimos respeitosamente que reconsiderem essa abordagem". 

    A Comissão Europeia vem investigando uma série de acordos fiscais envolvendo grandes companhias dos Estados Unidos, em diversos países da Europa, que estariam sendo beneficiadas em esquemas que violam as leis do bloco europeu sobre auxílio estatal. As investigações incluem empresas como Apple, McDonald's, Amazon e Starbucks, condenada a devolver 30 milhões de euros por impostos que não foram pagos graças a acordos ilegais com autoridades da Holanda. 

    De acordo com o porta-voz da Comissão Europeia, Ricardo Cardoso, não existe qualquer tipo de perseguição às companhias americanas, as regras da União Europeia se aplicam a todas as empresas que realizam negócios com o bloco. 

    Tags:
    auxílio estatal, Departamento de Tesouro dos EUA, Comissão Europeia, Apple, Amazon, Starbucks, McDonald's, Ricardo Cardoso, Margrethe Vestager, Jack Lew, Jean-Claude Juncker, Holanda, Europa, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik