00:08 23 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    557
    Nos siga no

    O cardeal Reinhard Marx, chefe da Igreja Católica da Alemanha e presidente da Conferência dos Bispos, disse nesta semana que o país precisa reduzir o fluxo de refugiados, demonstrando assim uma mudança de opinião em relação ao que ele vinha defendendo até o momento.

    Grande defensor da política de portas abertas para os imigrantes, Marx, que chegou a pedir para a população se unir diante dos protestos contra a política de imigração no país, surpreendeu a todos ao defender uma postura oposta.

    "Mesmo sendo uma igreja, nós dizemos que precisamos de uma redução no número de refugiados. A Alemanha não pode acomodar todas as necessidades do mundo", disse o cardeal ao comentar os esforços de caridade da igreja, segundo informou o Passauer Neue Presse. 

    De acordo com as estimativas iniciais, cerca de 1,1 milhão de refugiados chegaram à Alemanha em 2015. E a expectativa das autoridades é a de que esse número continue crescendo.

    Mais:

    ONG aplaude ajuda de US$ 11 bi a refugiados, mas cobra medidas de governos
    Refugiados se recusam a trocar Grécia por Letônia
    Rússia gastou 176 milhões de dólares para acolher refugiados ucranianos
    Suécia pretende expulsar cerca de 80 mil refugiados
    Tags:
    refugiados, imigração, Passauer Neue Presse, Reinhard Marx, Europa, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar