14:02 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Mundo

    A paz não está perdida: especialistas russos comentam negociações sírias (VÍDEO)

    URL curta
    892
    © Sputnik.

    O chefe do Supremo Comitê para Negociações da Síria, Riyad Hijab, anunciou que na quarta-feira (10) irá manter negociações com o chanceler britânico, Philip Hammond.

    Estas negociações não fazem parte de Genebra 3, as conversações multilaterais na capital suíça.

    O processo de Genebra 3 ficou temporariamente suspenso na semana passada. Na sede moscovita da agência de notícias Rossiya Segodnya, três especialistas russos comentaram o assunto. Os três pesquisadores, Amur Gadzhiev, pesquisador do Instituto de Estudos Orientais (setor da Turquia), Vladimir Evseev, chefe do Departamento da Organização para a Cooperação de Xangai (SCO) do Instituto dos Países da CEI, especialista militar, e Oleg Fomin, copresidente do Comitê de Solidariedade com o Povo da Síria, coincidiram na importância de um processo de paz político, sem intervenção militar.

    As negociações antecipadas sobre a reconciliação síria, mediadas pela ONU, começaram em 29 de janeiro em Genebra em conformidade com a resolução do Conselho de Segurança da ONU, que estipula que todo o espectro de grupos políticos no país se deve sentar à mesa de negociações, mas fracassaram por causa da oposição síria alguns dias após o seu início.

    “Não podemos ficar aqui e travar negociações enquanto a população civil está sendo bombardeada nas casas deles e está sendo submetida à fome”, disse Mohammed Alloush, representante da oposição síria, em 3 de fevereiro.

    Entretanto Staffan de Mistura, enviado especial do secretário-geral da ONU para a Síria tentou suavizar o efeito da situação e declarou que é apenas uma pausa temporária. As negociações devem recomeçar em 25 de fevereiro.

    Mais:

    Chancelaria: Rússia não bombardeia na Síria somente terroristas do Daesh
    Kremlin comenta afirmação de Merkel sobre ataques aéreos russos na Síria
    Embaixador russo na Síria: ‘O tempo joga contra a oposição’
    EUA agradecem por apoio da Arábia Saudita em possível invasão à Síria
    Tags:
    curdos, Suíça, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Mais vídeos