11:48 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Combatentes da milícia armada síria depois de uma missão no norte de Latakia, Síria

    'Estas vitórias são uma prova do bom trabalho conjunto com a Rússia'

    © Sputnik / Mikhail Alayeddin
    Mundo
    URL curta
    Campanha militar antiterrorista na Síria (132)
    7342

    O governador da província síria de Latakia - a que sedia a base aérea de Hmeymim, casa temporária dos aviões russos participantes da campanha antiterrorista - falou perante os soldados novatos.

    O governador, que se chama Ibrahim Khodr al-Salem, destacou o papel da Força Aeroespacial da Federação da Rússia, que ajuda o exército sírio a combater os grupos terroristas Daesh (também conhecido como "Estado Islâmico") e Frente al-Nusra. A aviação russa chegou lá em 30 de setembro, após Damasco (capital) pedir ajuda neste combate.

    Al-Salem fez o seu discurso na presença de mais de 500 soldados que iam prestar juramento.

    O exército sírio tem mostrado importantes êxitos no início do ano em curso. Desde o início da operação conjunta, a mídia local e várias testemunhas informam da libertação de várias cidades e regiões que tinham permanecido nas mãos dos terroristas.

    Entre elas, há a província de Deir ez-Zor, parcialmente ocupada pelos terroristas. Em finais de janeiro, o exército lançou uma ofensiva para libertar esta cidade, conseguindo afugentar os terroristas do aeroporto e de várias zonas da capital homônima.

    "Estas vitórias são uma prova do bom trabalho conjunto do exército da Síria e do grupo da Força Aeroespacial da Rússia. Elas demonstram que o nosso povo sostém firme a sua terra e nunca a dará para os terroristas a destruírem", frisou al-Salem.

    As Forças Armadas do governo cooperam com as forças de autodefesa, que se formam em cada província do país. Os soldados recém-recrutados, voluntários, irão prestar juramento e depois começar a sua tarefa principal — guardar os municípios libertados de novos ataques.

    "Estas forças adicionais irão agir em coordenação com o nosso exército. Elas não irão estar na linha da frente, mas se for necessário, elas também serão deslocadas para a frente de batalha", disse o governador al-Salem, assegurando que os voluntários terão conservados os seus cargos de trabalho da vida civil com cerca da metade do salário e pagamentos regulares às suas famílias.

    A Síria está em estado de guerra civil desde 2011. Em 2014, o grupo terrorista Daesh proclamou, desde a cidade de Raqqa, um "califado mundial", agravando ainda a situação.

    Tema:
    Campanha militar antiterrorista na Síria (132)

    Mais:

    Obama quer frear campanha russa na Síria ‘de qualquer maneira’
    EAU estão prontos a enviar tropas terrestres à Síria
    Militares russos: acusações à Rússia sobre crescimento da tensão na Síria são ‘tolice’
    Aviação síria fecha caminho de fornecimento ilegal de petróleo à Turquia
    Damasco: Operação terrestre na Síria sem consenso do governo é ‘agressão’
    Tags:
    Força Aeroespacial da Rússia, Exército da Síria, Latakia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik