15:23 27 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    3758
    Nos siga no

    A Turquia deverá ser envolvida nas conversações sobre o retorno da Crimeia à Ucrânia, declarou nesta sexta-feira (5) o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia Pavel Klimkin, ao fim de uma reunião do parlamento ucraniano.

    Nas palavras do ministro, a Turquia deverá se tornar um dos participantes das conversações sobre o tema da suposta devolução da península da Crimeia à Ucrânia no formato “Genebra Plus”.

    “Pergunto – representantes turcos poderão participar da discussão do problema humanitário da Crimeia? Acredito que podem. E eles deverão ser convidados. Portanto, o formato de Genebra é uma base clara, mas também precisa incluir outros representantes” – disse Klimkin.

    Junto a isso, o ministro destacou que além de representantes dos EUA, da União Europeia, Rússia e Ucrânia, as negociações também poderão contar com a participação de representantes de organizações internacionais, em particular, do Conselho da Europa.

    O presidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko havia proposto a criação de uma plataforma internacional de negociações sobre o tema da devolução da Crimeia pela Rússia ao controle de Kiev.

    Respondendo à proposta do presidente ucraniano, o Parlamento Europeu convidou a Rússia a participar de negociações no formato “Genebra Plus” – que também contaria com representantes dos EUA, da União Europeia e da Ucrânia.

    A Crimeia se separou da Ucrânia para se juntar à Rússia em março de 2014 na sequência de um referendo em que mais de 96% dos habitantes da península apoiaram a reintegração com a Rússia. A decisão popular foi feita após os protestos da Praça Maidan, em Kiev, terem culminado com a derrubada do governo eleito da Ucrânia, em fevereiro de 2014. O Ocidente chamou a votação uma "anexação". Moscou declarou que o referendo plenamente respeita o direito internacional.

    Mais:

    Crimeia terá novos caças Su-30
    Ucrânia ameaça cidadãos e empresas de Israel com negócios 'não autorizados' na Crimeia
    Pentágono apela à Rússia e Turquia para evitar escalação
    Tags:
    conversações, ajuda, Pavel Klimkin, Ucrânia, Turquia, Rússia, Crimeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar