17:29 22 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, com o chanceler chinês, Wang Yi

    Chanceleres de China e Rússia discutem crise síria em conversa telefônica

    © AFP 2019 / POOL / Kenzaburo Fukuhara
    Mundo
    URL curta
    Aviação russa combate terrorismo na Síria (111)
    211

    O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, conversou nesta sexta-feira com o seu colega chinês, Wang Yi, sobre a coordenação de esforços internacionais para pôr fim à crise na Síria, segundo informou a chancelaria russa.

    "Os ministros discutiram questões de coordenação das ações para solucionar a crise síria, cooperação na implementação das resoluções da cúpula de Ufa da Organização para Cooperação de Xangai, e concordaram em manter os contatos sobre outros tópicos urgentes da agenda internacional", diz o comunicado emitido pela diplomacia da Rússia.  

    A Rússia mantém uma intensa campanha de bombardeios contra posições terroristas na Síria desde o final de setembro. Graças ao apoio russo, as forças de Damasco já conseguiram recuperar boa parte do território que havia sido tomado pelos rebeldes.

    Recentemente, Turquia e Arábia Saudita demonstraram disposição em intervir militarmente na Síria para supostamente combater o terrorismo. No entanto, boa parte dos analistas internacionais, como o especialista em estudos árabes da Academia de Ciências da Rússia Boris Dolgov, acredita que esses dois países têm na verdade outros objetivos na Síria, incluindo o de levar ao poder justamente esses grupos extremistas sunitas que pretendem estabelecer um Estado Islâmico na região. 

    Tema:
    Aviação russa combate terrorismo na Síria (111)

    Mais:

    Rússia abrirá mais um consulado na China
    Rússia se torna o maior fornecedor de petróleo da China
    Pentágono continua retórica contra a Rússia, China e Irã
    Aviação russa aplicará 'medidas adequadas' para garantir segurança dos voos na Síria
    Arábia Saudita declara que forças terrestres estão prontas para invadir a Síria
    Rússia envia mais de 600 toneladas de ajuda humanitária para Síria
    Tags:
    extremismo, terrorismo, Organização para Cooperação de Xangai, Academia de Ciências da Rússia, Boris Dolgov, Wang Yi, Sergei Lavrov, Ufá, Damasco, Turquia, Arábia Saudita, Síria, Rússia, China