12:47 22 Maio 2018
Ouvir Rádio
    País se comprometeu a receber 770 imigrantes da África e do Oriente Médio

    Refugiados se recusam a trocar Grécia por Letônia

    © flickr.com/ Cyrus Farivar
    Mundo
    URL curta
    1213

    Nenhum dos refugiados que chegaram à Europa nos últimos meses expressou qualquer interesse em ir para a Letônia, que concordou em receber 770 imigrantes da África e do Oriente Médio, segundo informou o Ministério do Interior do país nesta quinta-feira.

    De acordo com Ilze Petersone-Godmane, secretária do ministério, Riga enviou representantes para negociar diretamente com os refugiados que se encontram na Grécia, mas nenhum deles concordou com a realocação. 

    "Nós não sabemos quando a primeira pessoa que concordaria em ir para a Letônia vai aparecer", disse Godmane, acrescentando que o seu governo não pode forçar os imigrantes a ir para um lugar que eles não querem. 

    No final de janeiro, a vice-diretora do Escritório de Assuntos de Imigração e Cidadania da Letônia, Maira Roze, informou que os dez primeiros refugiados deveriam chegar ao país na segunda semana de fevereiro e que outros 30 serão acolhidos em março. Mas, até o momento, ninguém se candidatou.  

    Mais:

    Grécia prepara programa para imigrantes: "não haverá campos de concentração em nosso país"
    Letônia: Continua discriminação de russos apesar do discurso de "normalização" do governo
    Letônia pretende construir muro na fronteira com a Rússia
    EUA pretendem implantar armas pesadas na Letônia
    Moscou: Letônia faz vista grossa ao nacionalismo fascista
    Marcha nazista na Letônia assusta o mundo
    Tags:
    refugiados, imigração, Maira Roze, Ilze Petersone-Godmane, Riga, Grécia, Europa, Letônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik