15:51 22 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Piloto da Força Aeroespacial russa durante voo de combate na Síria

    Die Welt: A Rússia conseguiu o incrível na Síria

    Ministério da Defesa da Rússia
    Mundo
    URL curta
    21692

    A aviação russa ajudou o governo da Síria a alcançar vitórias que podem mudar radicalmente o decurso do conflito sírio, escreve o correspondente do jornal alemão Die Welt Alfred Hackensberger.

    “O regime do [presidente sírio Bashar] Assad retornou ao caminho de vitória graças aos caças russos. Desde o momento em que começou o conflito sírio, foi incrível”, relata Hackensberger.

    Foi mesmo a aviação russa, segundo ele, ajudou o exército sírio a desbloquear duas cidades xiitas – Nubl e Zahraa cujo assédio durou por três anos.

    “É uma vitória militar que pode exercer consequências importantíssimas sobre o curso da guerra civil síria no futuro”, sublinha o autor.

    A coisa é que, libertando as cidades, o regime sírio cortou a última linha de fornecimentos para os rebeldes. Agora os militantes na província rebelde de Idlib podem ficar sem combustíveis o que pode levar a consequências fatais para eles, explica Hackensberger.

    “Mesmo com as armas fornecidas a eles [oposição síria] pelos seus aliados EUA e Arábia Saudita, eles não podem alterar a situação”, sublinha o especialista.

    Segundo ele, nos primeiros dois meses da participação do conflito sírio a aviação russa  não influenciava muito o desenvolvimento dos acontecimentos, mas agora a situação mudou e o exército sírio avança para frente. A intervenção da Rússia pode trazer ao governo sírio uma vitória ou pelo menos coloca-lo em condições vantajosas em novas negociações com a oposição síria.

    Trata-se das negociações antecipadas sobre a reconciliação síria, mediadas pela ONU, que começaram em 29 de janeiro em Genebra, mas que fracassaram por causa da oposição síria alguns dias após o seu início.

    “Não podemos ficar aqui e travar negociações enquanto a população civil está sendo bombardeada nas casas deles e está sendo submetida à fome”, disse Mohammed Alloush, representante da oposição síria, nesta quarta-feira (3).

    Entretanto Staffan de Mistura, enviado especial do secretário-geral da ONU sobre a Síria tentou suavizar o efeito da situação e declarou que é apenas uma pausa temporária. As negociações devem recomeçar em 25 de fevereiro.

    A Síria está em estado de guerra civil desde 2011. O governo do país luta contra um número de facções de oposição e contra grupos islamistas radicais como o Daesh (também conhecido como “Estado Islâmico”) e a Frente al-Nusra.
    Tags:
    exército, opinião, aviação, Força Aeroespacial da Rússia, Die Welt, Idlib, Genebra, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik