06:33 17 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov

    Chancelaria russa vê pessoas 'caprichosas’ na delegação da oposição síria

    © Sputnik/ Ilya Pitalev
    Mundo
    URL curta
    91681010

    Sergei Lavrov disse que a delegação da oposição síria nas negociações sobre a reconciliação em Genebra inclui algumas pessoas "caprichosas”, que impõem condições em contradição com os acordos previamente alcançados.

    “Na [delegação da oposição síria] apareceram pessoas "caprichosas" que começam a impor pré-condições que não têm nada a ver com os princípios gerais do comunicado de Genebra, documento de Viena ou a resolução do Conselho de Segurança da ONU”, disse Lavrov no Omã hoje (3).

    As negociações antecipadas sobre a reconciliação síria, mediadas pela ONU, começaram formalmente em 29 de janeiro, em conformidade com a resolução do Conselho de Segurança da ONU que estipula que todo o espectro de grupos políticos no país se deve sentar à mesa de negociações.

    O Alto Comitê de Negociações que representa a oposição síria tinha suspendido a confirmação da sua participação mas, no último momento, tomou a decisão de viajar a Genebra depois de receber garantias dos EUA e da ONU.

    No sábado (30), o mencionado Comitê, apoiado pela Arábia Saudita, anunciou que irá deixar Genebra se o governo da Síria “continuar matando civis”.

    No domingo (31) o Comitê se recusou a reconhecer a delegação da oposição síria proposta por Moscou e o Cairo e reclamou a sua legitimidade exclusiva de participar das negociações em nome da oposição.

    A Síria está em estado de guerra civil desde 2011. O governo do país luta contra um número de facções de oposição e contra grupos islamistas radicais como o Daesh (também conhecido como “Estado Islâmico”) e a Frente al-Nusra.

    Tags:
    negociações de paz, opinião, Sergei Lavrov, Genebra, Arábia Saudita, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik