23:32 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Caça russo na base aérea de Hmeymim, na Síria

    Rússia lutará na Síria até o último terrorista

    © Sputnik/ Alexander Astafyev
    Mundo
    URL curta
    Aviação russa combate terrorismo na Síria (111)
    213880313

    O ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, disse que a Rússia não vê razões para terminar a operação aérea na Síria.

    “Os ataques aéreos russos não terminarão até vencermos os grupos terroristas Daesh, Frente al-Nusra e semelhantes. Não vejo motivos para parar estes ataques”, disse o chanceler russo na coletiva de imprensa em Mascate, capital de Omã.

    Lavrov destacou que a operação russa na Síria faz com que as ações da coalizão internacional contra o Daesh se tornem mais eficazes.

    “Demos um exemplo à coalizão liderada pelos EUA, cujas atividades contra o Daesh não foi muito impressionante durante um ano e meio. Estamos satisfeitos pelos êxitos da operação russa terem permitido tornar as missões da coalizão muito mais eficientes”, afirmou Lavrov.

    O chanceler russo afirmou que o cessar-fogo na Síria somente é possível se for posto fim ao contrabando de petróleo através da fronteira turco-síria. Segundo Lavrov, esta atividade garante o abastecimento dos militantes e, se não for parada, será pouco provável atingir o cessar-fogo.

    O ministro russo disse que a Rússia está interessada em coordenar as ações com a coalizão liderada pelos EUA. Trata-se não somente da necessidade de prevenir incidentes aéreos mas também de coordenação entre os que estão no terreno, dirigem a Força Aeroespacial russa e a coalizão.

    “Infelizmente, os nossos parceiros preferem, já por 4 meses, desde setembro, continuar repetindo as acusações absolutamente infundadas, evitar o diálogo prático que propomos desde o início. Com certeza, isso parece suspeito e suscita perguntas sobre os objetivos reais da coalizão”, disse.

    Além disso, Lavrov afirmou que Moscou espera que os que exercem pressão sobre a oposição síria a estimulem a iniciar o diálogo sem condições preliminares. A Rússia, por sua parte, fez todo o possível para que a delegação do governo sírio participe das negociações sem quaisquer problemas. O chanceler da Rússia sublinhou que a agenda das negociações deve incluir todos os assuntos urgentes relacionados com a crise síria, ou seja, medidas para melhorar a situação humanitária no país, um acordo de cessar-fogo e o início do processo político.

    Tema:
    Aviação russa combate terrorismo na Síria (111)
    Tags:
    operação russa, resolução, conflito, terrorismo, aviação, Daesh, Sergei Lavrov, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik