04:05 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Coronel Steven Warren, porta-voz da coalizão antiterrorista liderada pelos EUA no Iraque

    Coalizão liderada pelos EUA critica Turquia e ressalta respeito à soberania do Iraque

    © REUTERS / Khalid Mohammed/Pool
    Mundo
    URL curta
    7132
    Nos siga no

    As forças turcas presentes no Iraque não fazem parte da coalizão internacional liderada pelos EUA e, portanto, elas não receberam ordens para combater o terrorismo naquele país, declarou em entrevista ao canal de TV iraquiano Alsumaria o porta-voz oficial da coalizão, Steven Warren.

    De acordo com o representante norte-americano, os militares turcos encontram-se no Iraque com uma "missão própria", comandada unicamente pelo governo de seu próprio país. Nas suas palavras, "os EUA sempre ressaltam o respeito à soberania iraquiana".

    Em 25 de janeiro o chefe do ministério das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, chegou a declarar novamente que instrutores turcos estão treinando diversas forças em um campo na região de Bashiqah, norte do Iraque, para combater o grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico). Nas suas palavras, a presença militar turca foi reforçada no país após diversos "casos de ataques do Daesh", o que teria causado grande preocupações em Bagdá.

    Em dezembro de 2015 as relações entre Iraque e Turquia foram abaladas por um incidente em que militares turcos entraram sem permissão na região de Bashiqua, na província de Nínive, sob o pretexto de preparar grupos armados que combatem o Daesh. Na época, o ministério das Relações Exteriores e o ministério da Defesa do Iraque classificaram a presença dos militares turcos em seu território como uma "ação hostil" não acordada com as aturoidades iraquianas e denunciaram a violação da soberania do país.

    Tags:
    soberania, coalizão, coalizão internacional, Steven Warren, EUA, Iraque, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar