10:18 12 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Soldados turcos guardando posições em Akçakale, na fronteira com a Síria

    Turquia bombardeia Síria para provocar intervenção militar?

    © AFP 2019 / BULENT KILIC
    Mundo
    URL curta
    84454
    Nos siga no

    A Turquia bombardeia o território sírio com o objetivo de ter um pretexto para provocar uma intervenção militar na Síria, de acordo com o redator-chefe da revista britânica Politics First, Marc Papadopoulos.

    Em entrevista ao canal televisivo RT, Papadopoulos disse que bombardeios podem ser causados por uma série de fatores, lembrando que durante os últimos meses, o Exército sírio, apoiado pela Força Aeroespacial russa, avançou ao longo de fronteira sírio-turca e libertou áreas que eram controladas pelos militantes do Daesh e Frente al-Nusra.

    Segundo ele, o governo turco podia ter ordenado aos seus militares bombardear as áreas onde se posicionam as unidades do Exército sírio e as Unidades de Proteção Popular curdas para as intimidar, visando evitar que as forças sírias e os curdos libertem o seu território.

    “Os bombardeios podem ser considerados como um passo provocatório da Turquia. Aparentemente, Ancara tenta fazer com que as tropas sírias retaliem para ter um pretexto para uma intervenção militar na Síria”, disse.

    Entretanto, Damasco exigiu que Ancara pare de violar a soberania da Síria e respeite o direito internacional, informou a mídia.

    “O governo sírio considera estas ações como uma violação direta do direito internacional e um crime contra os civis sírios. O governo exigiu o fim de violações da soberania da Síria e o respeito pelo direito internacional”, informou a RIA Novosti, citando as autoridades sírias.

    Para acabar com tais crimes, Damasco tenciona pedir à comunidade internacional que exerça pressão sobre o governo turco.

    Tags:
    intervenção, soberania, exército, Síria, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar