13:57 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    340
    Nos siga no

    Soldados de uma força de paz da ONU parte de uma missão europeia foram acusados de abusar sexualmente de menores de até 7 anos de idade na República Centro-Africana. Algumas crianças alegaram terem trocado favores sexuais por comida.

    Um inquérito da ONU revelou relatos acusando soldados de forças de paz da ONU, integrantes de uma missão europeia, e soldados da operação francesa Sangaria de abusar sexualmente de menores de idade.

    Duas meninas disseram terem sido estupradas por soldados de tropas da União Europeia (EUFOR), enquanto outras duas relataram que foram pagas para terem relações sexuais com soldados da EUFOR.

    As quatro meninas tinham idade entre 14 e 16 anos na época dos abusos. Três delas acreditam que os soldados eram da Geórgia.

    Pela primeira vez em casos deste tipo, a ONU divulgou as nacionalidades dos acusados, que são de Bangladesh, Marrocos, Níger, Senegal e República Democrática do Congo. Investigadores da ONU também entrevistaram duas crianças que diziam ter sido abusadas sexualmente por soldados da Operação  Sangaris, da França.

    “A menina disse que realizou sexo oral em soldados franceses em troca de uma garrafa de água e um pacote de biscoitos”, diz o relato. “Tanto ela quanto o menino de 9 anos afirmaram que outras crianças sofreram abusos de maneira semelhante em seguidos incidentes envolvendo soldados franceses.”

    Os seis casos de abuso supostamente aconteceram em um campo de desalojados em M’Poko, perto do aeroporto de Bangui.

    A EUFOR afirma que leva as denúncias “muito a sério.” O Alto Comissário da ONU para direitos humanos, Zeid Ra’ad al-Hussein, declarou ser “crucial que esses casos sejam investigados urgente e abrangentemente.”

    O Ministério da Defesa da Geórgia, por sua vez, declarou que faria “o possível para garantir que indivíduos cometendo tais crimes sejam responsabilizados.”

    Mais:

    EUA consideram ação militar na Líbia para ‘salvar’ África do Daesh
    'EUA devem se preocupar com instalação de base chinesa na África'
    Xi Jinping abre Rota da Seda na África
    China investirá US$ 60 bilhões para acelerar o desenvolvimento da África
    Tags:
    acusação, abuso sexual, soldados, EUFOR, ONU, República Centro-Africana
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar