09:12 19 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Gasoduto Nord Stream na Alemanha

    Alemanha estabelece condições para construir gasoduto Nord Stream 2

    © Sputnik / Grigory Sysoev
    Mundo
    URL curta
    1338

    A Alemanha só aprovará a construção de um novo gasoduto russo pra a Europa se Moscou garantir fornecimento ao Leste Europeu, declarou o vice-chanceler alemão, Sigmar Gabriel, ao governo da Polônia na sexta-feira.

    A Alemanha afirma que o gasoduto Nord Stream 2 irá atenuar a produção da gás europeia e a possível interrupção do fornecimento por causa do conflito ucraniano, segundo reporta a agência Reuters.

    Desde que foi firmado, em setembro do ano passado, o acordo vem dividindo o Leste Europeu. A Polônia vem sendo especialmente hostil, e a questão provocou tensões com Berlim. As relações entre os dois países já haviam piorado quando o partido Lei e Justiça venceu as eleições de outubro.

    Durante sua visita à Polônia, Gabriel procurou acalmar os ânimos poloneses. O vice-chanceler afirmou haver dito a Moscou que a construção do Nord Stream 2 só iria adiante se o fornecimento de gás via Ucrânia continuasse.

    O abastecimento ao Leste Europeu pelo  gasoduto Yamal, da Rússia a Polônia, Bielorrússia e Alemanha, também seria garantido, assegurou o oficial alemão. Gabriel afirmou que o gasoduto é “um negócio para a Alemanha e um tema político para a Polônia.”

    No dia 18 de janeiro, durante um encontro com o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, o presidente polonês, Andrzej Duda afirmou que o Nord Stream 2 prejudica a solidariedade na União Europeia e é ditado por políticos — não por questões econômicas.

    “Discordamos deste investimento. Não tem nada a ver com economia. É um investimento de natureza política”, disse Duda segundo a Reuters.

    No último mies de novembro, o ministro da Economia da Eslováquia, Vazil Hudak, apontou que seu país perderia até US$ 400 milhões por ano com um novo gasoduto, já que a Eslováquia recebe uma quantia por servir de caminho do gás russo até a Europa.

    No dia 20 de dezembro, Gabriel afirmou que a Alemanha estava interessada no Nord Stream 2. Segundo ele, o projeto poderia ser lucrativo para Alemanha e França, assim como para outros países da União Europeia, mas que condições políticas seriam cruciais para a implementação.


    Mais:

    Nord Stream-2 tem aprovação da Gazprom
    Putin deu início à construção do gasoduto ‘Nord Stream-2'
    Rússia e Finlândia seguirão com a construção de novo gasoduto na Europa
    Projeto do gasoduto South Stream pode ser reiniciado
    Moscou: Aumento de demanda de gás na Europa sublinha importância de novo gasoduto
    Tags:
    condições, gasoduto, construção, economia, Sigmar Gabriel, Polônia, Alemanha, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik