10:49 27 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    4101
    Nos siga no

    Os chanceleres dos países membros do Unasul se reuniram na última quinta-feira (29), no Equador, para avançar na discussão sobre temas de interesse regional, em particular a situação econômica dos países da América do Sul.

    Entre os principais temas abordados na reunião entre os ministros das Relações Exteriores da Unasul na última quinta-feira (29), destacam-se a situação econômica dos países do organismo e criação de uma cidadania sul-americana comum. 

     

    Crise econômica

    Como os países sul-americanos foram muito afetados pela queda nos preços das commodities, a situação econômica da Unasul dominou as conversações entre os chanceleres.

    O secretário-geral da Unasul, Ernesto Samper, chamou a atenção para a crise econômica e pediu a busca de alternativas necessárias para que o bloco responda à atual situação financeira da região. 

    Segundo ele, os países devem fazer melhor uso dos recursos naturais na região e promover a deslocalização da produção para impulsionar as economias dos países sul-americanos.

    Samper destacou que os países sul-americanos tiraram 120 milhões de pessoas da pobreza e seria injusto que estas pessoas retornem a essas condições de vida. 

    Já o chanceler brasileiro, Mauro Vieira, afirmou que todos os participantes foram unânimes de que deve ter mais comércio intra-regional e mais investimentos entre as nações sul-americanas. Ele também destacou o papel da organização no sentido de promover a integração e buscar soluções para as questões do crescimento. 

    Na véspera, durante a reunião da Celac, o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, pediu que o bloco estabeleça um "plano tático anticrise" para estimular o comércio na região. A Venezuela está passando por uma recessão e grave crise de desabastecimento. A situação do país se agravou com a queda do preço do petróleo. 

    “É hora de um plano de solidariedade, complementariedade, desenvolvimento compartilhado de América Latina e Caribe", disse Maduro.

     

    Integração regional

    Durante o encontro, os ministros acordaram sobre a necessidade de implementar novos progressos na integração da região, promovendo as facilidades fronteiriças, o comércio intra-regional, a mobilidade humana e a relação com sócios extra-regionais.

    A Unasul defende a construção de uma "cidadania sul-americana" como uma estratégia para promover o comércio "intra-regional". A ideia é criar um passaporte único sul-americano, promovendo uma identidade da América do Sul. 

    O objetivo é remover os obstáculos que impedem a mobilidade dos sul-americanos através da região e fomentar a integração em todos os âmbitos, removendo os os obstáculos que impedem a mobilidade dos sul-americanos através da região. 

     

    Colômbia e as FARC

    Os países aproveitaram a reunião para discutir a missão de monitoramento do cessar-fogo entre o governo da Colômbia e as Farc, aprovada pelo Conselho de Segurança da ONU na última segunda (25) e que será operada por membros da Celac.

    A chanceler colombiana Angela Holguin Maria apresentou um relatório completo e detalhado sobre o progresso do processo de paz e os acordos que foram alcançados nas conversações entre o governo e as FARC.

    Segundo ela, o processo de paz na Colômbia está na ‘reta final”, acrescentando que “a paz é, obviamente, benéfica para a Colômbia, mas é uma paz para toda a região, especialmente para os países fronteiriços”.  

    Já a ministra das Relações Exteriores da Venezuela, Delcy Rodríguez, destacou que é uma "mensagem ao mundo" que a unidade de trabalho pode resolver "disputas" e "divergências", referindo-se ao processo de paz realizado pelo governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). 

    Mais:

    Secretário-geral da Unasul comemora acordo entre a Colômbia e as FARC
    Dilma discute com Unasul projetos para uma agenda positiva
    Unasul se posiciona contra impeachment de Dilma
    Unasul está disposta a intermediar conflito de fronteira entre Venezuela e Colômbia
    Tags:
    integração, crise, economia, FARC, Unasul, Ernesto Samper, América do Sul, Colômbia, Equador, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar