03:34 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    274
    Nos siga no

    Autoridades bolivianas do setor de energia iniciaram conversações com representantes do Brasil para que as duas nações ampliem um contrato de compra de venda de gás por 20 anos.

    "O governo busca prorrogar o contrato de gás com o Brasil por mais 20 anos e exportar energia. Esta negociação é muito importante e longa, estamos no caminho certo. O compromisso existe, falta definir questões legais e técnicas", afirmou nesta quinta-feira o ministro de Hidrocarbonetos e Energia da Bolívia, Luis Alberto Sánchez, em uma reunião com os representantes brasileiros na cidade de Santa Cruz de la Sierra, 560 quilômetros a leste de La Paz. Segundo ele, o presidente Evo Morales viajará ao Brasil para se reunir com a presidente Dilma Rousseff a fim de fechar esses acordos.

    O secretário de Planejamento Energético do Ministério de Minas e Energia brasileiro, Altino Ventura, que chegou a Santa Cruz com sua comitiva, afirmou que os dois países buscam uma integração energética. "Esse é um dos pontos mais importantes da integração entre Bolívia e Brasil. Não somente em gás, mas também em eletricidade", acrescentou Ventura.

    As autoridades também analisarão um acordo de compra e venda de eletricidade para levar à reunião que Morales terá em fevereiro com Dilma em Brasília. O Brasil é o principal mercado de gás boliviano.

    Mais:

    Entrada da Bolívia no Mercosul abre caminho para a integração com a Comunidade Andina
    Tags:
    relações bilaterais, energia elétrica, gás, energia, Altino Ventura, Luis Alberto Sánchez, Dilma Rousseff, Evo Morales, Brasil, Bolívia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar