18:17 21 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Rebeldes Houthis armados no Iêmen

    'EUA assassinam o povo iemenita': Houthis convocam protestos em massa

    © REUTERS/ Khaled Abdullah
    Mundo
    URL curta
    18518

    O Comitê Revolucionário Supremo do Iêmen, liderado pelos rebeldes xiitas houthis, convocou para esta sexta-feira (29) protestos em massa na capital, Sanaa, contra a participação e o apoio dos Estados Unidos à agressão da Arábia Saudita contra seu povo.

    Através de um comunicado divulgado nesta quinta-feira (28), o Comitê exortou os iemenitas a tomarem as ruas para fazer parte da mobilização a ser realizada sob o lema "EUA assassinam o povo iemenita".

    Segundo os organizadores, o protesto tem como objetivo revelar ao mundo os crimes (entre eles a matança de civis e a destruição da infraestrutura nacional do Iêmen) que são cometidos pelos países que compõem a coalizão liderada pela Arábia Saudita contra os houthis, lançada em 26 de março de 2015.

    De acordo com as últimas estatísticas da Organização das Nações Unidas (ONU), a campanha saudita no Iêmen já deixou mais de 32.000 vítimas, entre mortos e feridos, sendo a maioria composta por civis.

    Riad, ao lado de alguns países árabes, interveio militarmente no Iêmen com o objetivo de restaurar no poder o fugitivo presidente iemenita Abd Rabbo Mansour Hadi, um aliado próximo da Arábia Saudita.

    Em seus bombardeios em solo iemenita, fortemente criticados regional e internacionalmente, as forças sauditas chegaram a usar armas proibidas, como bombas de fragmentação.

    O Centro iemenita para os Direitos Humanos informou na quarta-feira (27) que aviões de combate sauditas já destruíram 988 escolas, 25 mesquitas e cerca de 40 monumentos históricos no Iêmen.

    Mais:

    Ataque de drone deixa dois mortos no leste do Iêmen
    Coalizão saudita bombardeou hospital dos Médicos Sem Fronteiras no Iêmen
    Ataque saudita à Embaixada iraniana pode levar à escalada de guerra no Iêmen
    HRW: coalizão árabe lança bombas em bairros residenciais no Iêmen
    Tags:
    genocídio, manifestações, protestos, intervenção militar, bombardeios, coalizão, houthis, Comitê Revolucionário Supremo do Iêmen, Abd Rabbo Mansour Hadi, Estados Unidos, EUA, Arábia Saudita, Iêmen
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik